Topo
pesquisar

IMAGEM CORPORAL E CULTO AO CORPO: CENAS APRESENTADAS POR ADOLESCENTES PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

Educação Física

Percepções e reflexões acerca dos padrões estabelecidos sobre a Imagem Corporal na adolescência.

índice

1. RESUMO

O culto ao corpo é uma prática antiga que atualmente intensificou-se bastante, os indivíduos tem uma preocupação exacerbada com o modelo de seu corpo, buscando aproximar à sua forma aos padrões de beleza que são expostos na mídia, envolvendo a prática de atividades físicas, dietas e cirurgias plásticas. O objetivo do presente artigo é investigar por que cada vez mais os indivíduos estão em busca do corpo perfeito, relacionando o culto ao corpo à saúde, doença e identificar entre os adolescentes os possíveis motivos que os levam a buscar um corpo bonito. É um tema muito interessante, e no decorrer do curso pude perceber que essa prática pode mudar a vida do sujeito. É importante para entendermos o motivo pelo qual os adolescentes estão cada vez mais preocupados com a imagem corporal. Foi realizada a pesquisa qualitativa, utilizando um questionário com perguntas discursivas e objetivas, a amostra foram os estudantes que praticam atividades físicas do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto de Jequeri-MG, os resultados encontrados mostram que os alunos são cientes de que se deve buscar um corpo saudável e não perfeito, além de que a mídia pode influenciar de forma positiva e negativa na imagem corporal do indivíduo.

Palavras-chave: culto ao corpo; adolescentes; atividades físicas

ABSTRACT

The cult of the body is an old practice that has been intensified a lot, individuals have an exacerbated preoccupation with the model of their body, seeking to approximate their form to the beauty standards that are exposed in the media, involving the practice of physical activities, diets and plastic surgeries. The purpose of this article is to investigate why more and more individuals are in search of the perfect body, relating the worship of the body to health, illness and identify among adolescents the possible reasons that lead them to seek a beautiful body. It is a very interesting topic, and in the course of the course I realized that this practice can change the life of the subject. It is important to understand why teenagers are increasingly concerned about body image. The qualitative research was carried out using a questionnaire with discursive and objective questions, the sample was the students who practice physical activities of the Secondary School of the Padre Benevenuto State School of Jequeri-MG, the results found show that students are aware that seek a healthy and not perfect body, and the media can influence in a positive and negative way the body image of the individual.

Keywords: body worship; adolescents; physical activities

2. INTRODUÇÃO

Culto ao corpo é a prática em que os indivíduos tem uma preocupação exacerbada com o modelo de seu corpo, buscando aproximar sua forma aos padrões de beleza que são exibidos pela mídia, envolvendo a prática de atividades físicas, dietas e cirurgias plásticas. Há registros bem antigos sobre a preocupação social com o corpo humano, não apenas por seus aspectos funcionais, mas muito fortemente por sua estética também. Atualmente tem acontecido uma intensificação dessa prática, ocorrendo entre todas as classes sociais e faixas etárias, apoiada num discurso que ora lança mão da questão estética, ora da preocupação com a saúde.

A adolescência é uma fase de grandes mudanças, tanto quanto físicas, hormonais e psicológicas. Pensa-se muito na autoimagem, como e por que a imagem corporal do outro pode ser tão influenciadora e como lidar com a questão da obesidade no grupo de amigos. É preocupante também, a quantidade de jovens que passam por transtornos alimentares, devido à busca pelo corpo perfeito e aproximação do modelo padrão, influenciados pela TV, redes sociais, jornais e revistas.

A prática do culto ao corpo sofre grande influência pela mídia, atualmente os corpos esguios, abdomens definidos e músculos grandes são matérias de reportagens e estão “na moda”, seja por pura estética ou estilo de vida. Porém, sabemos que nem sempre é possível chegar nesse padrão que é exibido, muitas vezes as pessoas vivem somente para isso, mantendo uma dieta muito restritiva aliada a uma prática de atividades físicas constantes, procedimentos cirúrgicos e até mesmo uma ajudinha do Photoshop. Grande parte das pessoas ao perseguirem esses ideais de beleza não consegue atingi-lo, o que gera grande descontentamento. Com isso, aumentam os casos de distúrbios alimentares, que são gerados principalmente por motivos psicológicos. Os tipos mais comuns de transtornos alimentares são a bulimia, a anorexia e o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) por alimentos. Nem todos esses transtornos têm como efeito o emagrecimento, mas também, a obesidade, pois fazem com que os doentes nunca se sintam satisfeitos.Praticar atividades físicas é muito importante para nossa saúde, adotar essa prática como um meio de vida nos faz bem, porém nem sempre podemos visar só a estética e sim para manter uma boa qualidade de vida. Enquadrar-se em padrões de grupo é uma necessidade humana, mas quanto mais pudermos desenvolver opinião própria e não nos deixar levar em relação à aprovação dos outros para aprovarmos a nós mesmos, maior será nossa qualidade de vida.

3. OBJETIVO GERAL

Perceber e refletir sobre os padrões estabelecidos sobre a Imagem Corporal na adolescência.

3.1. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Investigar por que cada vez mais os indivíduos estão em busca do corpo perfeito.

Relacionar a prática do culto ao corpo à saúde, doença, pontos positivos e negativos.

Identificar entre os adolescentes os possíveis motivos que os levam a buscar um corpo bonito e o que pensam sobre a imagem corporal de outros indivíduos.

3.2. JUSTIFICATIVA

O culto ao corpo é um tema que sempre me interessou muito, o estilo de vida saudável, a prática de atividades físicas com objetivo de promover uma boa imagem corporal me chama bastante atenção, e com o decorrer do curso pude perceber que essa prática pode mudar a vida de um sujeito.                                               A Educação Física tem grande influência sobre a imagem corporal, que é a representação de como as pessoas percebem-se, refletindo também na autoestima e na saúde do indivíduo. Este trabalho é importante para compreendermos porque cada vez mais os adolescentes estão tão preocupados com o corpo, como eles veem a dificuldade de se conseguir o “padrão” ideal, qual a relação da mídia com o tema, percebendo que a busca incessante por um determinado padrão pode levar a transtornos alimentares e doenças.

4. REFERENCIAL TEÓRICO                                                                                              

O culto ao corpo em excesso pode ocasionar transtornos alimentares, nesse caso os indivíduos percebem sua imagem corporal de forma distorcida, imaginando que o seu corpo está fora de forma eles começam a buscar incessantemente a perfeição, e assim adquirem doenças que podem levar a morte. “A adolescência é também o momento da existência em que o sujeito experimenta pela primeira vez um sentimento de estranheza em relação ao seu corpo e as dificuldades e impossibilidades serão resolvidas por atos, atos que permitam a saída dos impasses e da pane”. (DIAS, 2000). Por ser um período de grandes transformações corporais, muitos começam a não gostar da sua forma física, ou sentem medo do que a sua imagem corporal pode representar para o outro. Influenciados pela mídia, amigos ou a própria sociedade, eles buscam chegar perto do padrão que é exibido, seja para ficar bem com o próprio ego, para manter uma boa qualidade de vida, por estética ou para simplesmente não estar fora do padrão. Todos nós sabemos que o corpo perfeito não existe, e que para chegar naquele padrão que vemos em televisão e revistas é necessário passar por cirurgias, procedimentos estéticos e até mesmo o uso do photoshop nas imagens. A frustração por não atingir esse modelo pode ocasionar o sentimento de culpa, transtornos alimentares e doenças.  “A anorexia e a bulimia nervosa são duas patologias intimamente relacionadas por apresentarem como sintomas comuns a representação alterada da forma corporal, preocupação excessiva com o peso e medo patológico de engordar. Em ambos os quadros os pacientes estabelecem um julgamento de si mesmo baseado na forma física, com alteração da imagem corporal e autopercepção da forma e/ou do tamanho do corpo frequentemente distorcida, mostrando-se insatisfeitos com o próprio corpo”. (BUSSE,2004).A imagem corporal reflete muito sobre a sociedade e condições em que vivemos, e atualmente todas as classes sociais, homens e mulheres estão na busca de bons hábitos alimentares, seja para manter uma vida saudável, ou para estar em forma. “As representações sobre o corpo e os hábitos alimentares certamente remetem ao plano sociocultural e, em ultima instancia, à própria vida humana”. (BUSSE,2004). “Horas em frente à TV, redução dos espaços de lazer, insegurança, “proliferação dos botões” devido à automação e tantos outros motivos tiveram um papel importante na mudança do estilo de vida”. (PERINO,2009). Neste período podem aparecer hábitos de consumo e costumes diferentes por motivos psicológicos, sociais e socioeconômicos, ou mesmo pela companhia e influência de amigos, as propagandas de tv, jornais e revistas expõem sempre corpos bonitos e malhados, que para mantê-los é preciso seguir uma dieta e praticar atividades físicas, estes novos padrões alimentares podem repercutir, em longo prazo, na saúde futura do indivíduo maduro e na escolha posterior dos alimentos. Diversas variáveis sobre as quais não temos controle são relevantes para determinar, com relação a cada indivíduo, quão trabalhoso é alcançar determinados alvos em uma dieta, como, por exemplo, idade, gênero, peso atual versus peso desejado e fatores genéticos, entre outras. (DOLINSKY,2015). A realização de dietas deve ser sempre acompanhada por profissionais, pois somente eles sabem as necessidades nutricionais que precisam ser supridas, além disso, é de suma importância saber que nem sempre o corpo que desejamos é aquele que iremos obter. A criança e o adolescente têm graus peculiares de percepção de si mesmos e do mundo, em função da sua fase de desenvolvimento, o que dificilmente pode ser uniformizado em uma só́ concepção de satisfação pessoal. (JR., ASSUMPÇÃO, 2011). A preocupação excessiva do adolescente com a aparência e o aumento da insatisfação com o corpo, principalmente com o peso, na contemporaneidade, tem sido objeto de muitos estudos científicos, pois a representação do seu corpo é uma forma única, por isso eles devem ter ciência que os padrões de beleza que a mídia divulga nem sempre são alcançáveis, devido a individualidade biológica.                                                                        A prática de atividades físicas melhora a qualidade de vida, proporciona saúde e benefícios para a estética, para os adolescentes que estão na fase de buscar o corpo perfeito, esse hábito é essencial. “A atividade física auxilia no desenvolvimento do adolescente e na redução dos riscos de futuras doenças, além de exercer importantes efeitos psicossociais. Ainda existem, porém, vários mitos acerca da prática de exercícios físicos na adolescência e inúmeras dúvidas quanto à influência exata dela em fenômenos como o crescimento esquelético e a maturação biológica.” (VIEIRA; PRIORE; FISBERG, 2002). Ao se compararem com modelos fora dos padrões de normalidade, os jovens, que já lidam com as dificuldades de possuir um corpo em transformação, procuram meios para chegar a esse padrão e manter um estilo de vida saudável.

5. METODOLOGIA

A pesquisa será qualitativa. Realizada com alunos do ensino médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, que sejam praticantes de atividades físicas, com idade entre 15 e 17 anos, do gênero feminino e masculino. Não haverá critério de distinção entre os mesmos, porém serão selecionados aqueles que são praticantes de atividades físicas, seja ela qual for, não havendo distinção de raça, cor, etnia ou algum tipo de deficiência. Será utilizado questionário com perguntas discursivas e objetivas sobre a qualidade de vida de cada um, pensamento a respeito da mídia e padrões de beleza e como ele tem percebido a imagem corporal.A coleta de dados será realizada pelo acadêmico na sala de aula, com autorização da professora, em grupo, no período da manhã e tarde.

Como técnica de análise de dados será realizada a Análise de Conteúdo.

6. ANÁLISE DE DADOS

A amostra foi composta por 11 alunos, sendo a população 175 estudantes. Foram obtidos os seguintes resultados: a porcentagem de alunas que praticam atividades físicas é de 36%, ou seja, apenas 04 alunas, que possuem idade entre 15 e 17 anos de idade. Os outros 64% correspondem aos 07 alunos, eles possuem idade entre 16 a 18 anos.

Percebe-se que, há uma grande diferença em relação à quantidade de alunos que praticam atividades físicas para o total da população, o que é muito preocupante, pois para mantermos uma vida saudável a realização de atividades físicas é de suma importância. Tucker & Friedam (p.50), afirmam que a inatividade física constitui-se no fator mais importante para o desenvolvimento da obesidade, dessa forma podemos relacionar a prática de atividades físicas com a saúde. Quando questionados sobre há quanto tempo e qual o motivo os levaram a praticar atividades físicas, os entrevistados dividem-se, alguns praticam esportes desde criança, outros adotaram a pratica recentemente para melhorar a imagem corporal. De acordo com Oliveira (1996) identificar os motivos que podem influenciar o tipo, a frequência, a duração e a intensidade da atividade são muito importantes, tanto pelo resultado que fará para a saúde assim como melhoria na aptidão física. Assim também podemos perceber se os adolescentes são motivados pela sociedade, mídia e amigos. O resultado é surpreendente quando uma pequena minoria se diz motivada a praticar atividades por questões de imagem corporal, o que é bem positivo, pois devemos buscar a boa qualidade de vida ao invés de um “corpo perfeito”. Em relação ao tempo de prática o resultado foi: 7 anos: 9%; 4 anos: 36%; 1 ano: 18%; Não respondeu: 9%; 6 meses: 9%; 8 anos: 9%; Mais de 10 anos: 9%.

 

Figura 2: Tempo de prática de atividades físicas da amostra. Jequeri-MG (2018). Fonte: O autor.

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Lazer e hipertrofia.

Sujeito 2

Sempre gostei de futebol e comecei a praticar.

Sujeito 3

Porque era gordo.

Sujeito 4

Não respondeu.

Sujeito 5

Não respondeu.

Sujeito 6

Por prazer e saúde.

Sujeito 7

Pelo prazer e bem-estar que isso me proporciona.

Sujeito 8

Sempre gostei da área de esportes.

Sujeito 9

Comecei a praticar devido a um campeonato que o meu professor fez aqui na escola.

 

Sujeito 10

Gostei de ver as meninas jogando futebol de salão e resolvi participar, acabou que gostei muito e estou até hoje.

Sujeito 11

Controlar o meu peso corporal, ganhar massa magra, prevenir doenças, reduzir a ansiedade e melhorar minha auto estima.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018).                                                                                                                                      Ao questioná-los quanto à satisfação com a própria imagem corporal, pode-se observar que a maioria está satisfeita, pois conseguem se aceitar como são, e perceber que, o pensamento de outras pessoas a respeito deles não pode interferir. Isso é muito importante, pois contribui para a elevação da autoestima, aos fatores relacionados ao psicológico e ao bem estar físico do adolescente. A minoria que se diz insatisfeita, tem uma visão de que o corpo bonito não pode ser muito magro, isso nos faz refletir que em mente eles já possuem um têm um estereotipo de corpo formado, ou um modelo que querem alcançar.

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Não, poderia ser maior.

Sujeito 2

Não, odeio ser magro.

Sujeito 3

Sim, pelo menos não estou gordo.

Sujeito 4

Sim, pois consegui emagrecer.

Sujeito 5

Não, porque meu objetivo é sempre melhorar.

Sujeito 6

Sim, pois se eu não estiver satisfeito ninguém vai estar.

Sujeito 7

Sim, pois me olho no espelho e sinto orgulho do que vejo.

 

Sujeito 8

Sim , não me preocupo com opiniões alheias e me sinto bem.

Sujeito 9

Sim, porque antes eu era gordinha e não praticava atividades físicas.

Sujeito 10

Estou sim, porque me sinto bem me vendo no espelho e me sentindo bem nas minhas roupas.

Sujeito 11

Sim, em parte. Gostaria de ganhar mais massa corporal, mas não tenho dificuldade como aceitação pessoal e nem problemas nos relacionamentos com outras pessoas.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018).  Conforme Artmann, et al. Priore (1998) a grande preocupação com a imagem corporal geralmente é o estímulo que leva muitos adolescentes a buscar atividades desportivas, sobretudo extracurriculares. Diante disso, muitos jovens procuram academias e estúdios de treinamentos na intenção de alcançar o corpo perfeito  Foi questionado também sobre a influência da mídia em relação aos padrões corporais, nota-se que, a amostra possui conhecimento sobre esses padrões e que a mídia é uma grande influenciadora, além disso, eles têm um bom posicionamento quanto a esta influência e conseguem perceber até quando mídia pode ser positiva e como ela age de forma negativa na vida do sujeito.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Figura 3: Influência da mídia nos padrões corporais. Jequeri-MG (2018). Fonte: O autor.

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Negativa. Pois os padrões são difíceis de alcançar e as pessoas ficam frustradas com o resultado.

Sujeito 2

Positiva. Porque o corpo é mais visto.

Sujeito 3

Positiva. Pois mostra um corpo bonito, e todos devem ter um corpo bonito.

Sujeito 4

Positiva. Pois assim ela pode ajudar as pessoas perder peso.

Sujeito 5

Depende, há pessoas que incentivam e outras para fazer o contrário.

Sujeito 6

Negativa. Pois impõe um padrão de beleza tanto para homem e mulher.

Sujeito 7

Negativa. Pois valoriza cada vez mais um corpo estético, musculoso, magro, fazendo com que aqueles que não têm esse corpo se sintam inferiores.

Sujeito 8

Negativa. Pois a intenção da mídia é sempre criticar.

 

Sujeito 9

Positiva e Negativa. Pois algumas pessoas vão além do seu objetivo e acabam exagerando.

Sujeito 10

Negativa. Pois padroniza o corpo de uma maneira que muitas vezes é impossível atingir.

Sujeito 11

Negativa. Pois a beleza perfeita que é imposta pela mídia se refere a um corpo que muitas vezes nem é saudável.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018). “O corpo constitui nas sociedades contemporâneas uma conduta resultante de coerções sociais, basta lembrar as situações de desprezo e desprestígio experimentado pelos obesos e pelas pessoas consideradas feias em nossa sociedade, esta discriminação se estende em todo âmbito social, seja para encontrar um emprego, namorado, ouvir comentários maldosos feitos por outros indivíduos nas ruas e também pela própria mídia que ajuda a reforçar os estereótipos de (im) perfeição”. (Fischler, 1995). Foi questionado também, o que seria um corpo perfeito na opinião de cada um, o resultado é surpreendente quando alunas dizem que é aquele em que a pessoa é feliz consigo mesma e é saudável, quebrando esse padrão que muitas vezes é imposto pela sociedade, onde as mulheres para serem perfeitas devem ser sempre magras, possuir barriga chapada e formas bem definidas. Além disso, a maioria afirma que o corpo perfeito é um corpo saudável e não aquele "esculpido", apenas uma minoria masculina distingue o corpo perfeito como o musculoso e definido, ou ainda aquele que todo mundo acha "gostoso".        

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Corpo com peso de 90 kg e 15% de gordura.

 

Sujeito 2

Corpo nem muito forte e nem magro (definido).

Sujeito 3

Aquele que todo mundo acha “gostoso”.

Sujeito 4

Aquele que a pessoa esteja satisfeito com si mesmo.

Sujeito 5

Aquele que esteja bem visivelmente.

Sujeito 6

Um corpo saudável e aquele que gostamos ao ver no espelho.

Sujeito 7

Aquele que você sente bem.

Sujeito 8

Para mim não existe corpo perfeito e sim aquele que você se sinta bem.

Sujeito 9

Um corpo saudável.

Sujeito 10

É aquele que a gente se sente bem com ele mesmo.

Sujeito 11

É ter controle do peso corporal, bom condicionamento físico, força, resistência, é praticar atividades físicas regulares, alimentação saudável e mudar hábitos que possam ser prejudiciais à saúde.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018). Em relação aos motivos que os levariam a buscar outra imagem corporal, a amostra explicou o seguinte:

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Ficar grande.

Sujeito 2

Porque um homem que tem o corpo definido é olhado de outra forma.

 

Sujeito 3

Aparência. Quando a gente não se acha atraente não tem como se sentir bem, você pode ser feio, mas se tiver um corpo legal já ajuda bastante em não sofrer bullyng.

Sujeito 4

Por motivos de saúde.

Sujeito 5

Vontade de ficar mais forte.

Sujeito 6

Um corpo saudável e aquele que gostamos ao ver no espelho.

Sujeito 7

No momento nenhum, pois estou satisfeito com meu corpo.

Sujeito 8

Nenhum, mas tento manter minha imagem.

Sujeito 9

Porque gosto de praticar atividades físicas.

Sujeito 10

Por enquanto nenhuma pois estou satisfeita com o meu corpo.

Sujeito 11

A busca por melhores qualidades físicas, estética e saúde.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018). Em se tratando de qual estratégia eles buscariam para mudar a imagem corporal, eles optaram por maneiras saudáveis, nota-se que eles têm consciência do que pode ser prejudicial a saúde e daquilo que é possível de ser feito. Apenas um sujeito, afirma não buscar nenhuma estratégia, e ao perguntar qual outra eles fariam, a resposta não foge daquilo que é saudável, apresentando:

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Treino e dieta.

 

Sujeito 2

Bastante exercícios, motivação e treino.

Sujeito 3

Parar de comer besteira, dormir bem e treinar bem.

Sujeito 4

Fazer exercícios físicos. Uma boa alimentação.

Sujeito 5

Caminhada. Faria academia e acompanhamento com um personal.

Sujeito 6

Busco estratégias para ser feliz e que não prejudiquem meu corpo.

Sujeito 7

Uma boa alimentação, atividades físicas.

Sujeito 8

Alimentar-me bem e procurar praticar outras atividades físicas.

Sujeito 9

Ter uma boa alimentação acho que é só isso aliado a prática de atividades constantes.

Sujeito 10

Nenhuma. Acompanhamento com nutricionista.

Sujeito 11

Praticar exercícios regularmente, hábitos saudáveis e mudanças de hábitos prejudiciais a minha saúde.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018). Para finalizar, foi questionado à amostra para qual finalidade cada um pratica atividades físicas, eles apresentaram o seguinte:

Entrevistado

Resposta

Sujeito 1

Atingir um shape inexplicável.

Sujeito 2

Para ficar com o corpo praticamente perfeito.

 

Sujeito 3

“Ficar gostoso”.

Sujeito 4

Para ter uma saúde melhor e melhorar o corpo.

Sujeito 5

Para me manter saudável tanto no físico como no psicológico.

Sujeito 6

A minha finalidade é de melhorar a postura corporal e por saúde.

Sujeito 7

Para manter uma vida saudável e passar o tempo.

Sujeito 8

Pela paixão e saúde.

Sujeito 9

Para ter uma vida saudável e me sentir bem.

Sujeito 10

Por hobby mesmo, mas também olho muito a saúde.

Sujeito 11

Nas atividades físicas consigo aliar prazer, satisfação e saúde de forma voluntária e agradável, não como obrigação.

Fonte: Pesquisa desenvolvida com os alunos praticantes de atividades físicas, do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Benevenuto, Cidade Jequeri-MG (2018).Observa-se que, a maioria busca manter o bem-estar, ter uma boa saúde, qualidade de vida, gosto pelo esporte ou ainda por hobby. Observa-se uma minoria que, tem por finalidade atingir um corpo bonito, musculoso e grande, afirmando mais uma vez que os homens tem buscado também um padrão de corpo perfeito. “A beleza corporal é definida por cada cultura a sua maneira, da mesma forma acontece com a classificação e a avaliação das diferentes partes do corpo e suas frequentes associações com determinados atributos, que podem ser considerados positivos ou negativos” (Queiroz, 1999). Nos tempos atuais, é crescente a busca por um corpo perfeito, inúmeras pessoas ultrapassam seus próprios limites na tentativa de conquistar o mesmo perfeito e compram a ideia de obter uma aparência de “modelo” estabelecido pela mídia por meio de um corpo esbelto, magro, e julgam ser mais importante

que a manutenção da própria saúde, e quando percebemos adolescentes que conseguem ter uma visão formada sobre essa questão é muito interessante, pois assim percebemos a consciência e a interferência que devemos passar a eles.

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

O culto ao corpo é uma característica muito presente nos tempos atuais e está relacionado à busca pelo corpo perfeito, superar-se com o intuito de corresponder a expectativas e sentir orgulho do que a própria imagem corporal representa. Essa busca por formas esculturais pode ter várias causas, como por exemplo, fatores culturais, sociais, familiares, individuais e históricos.                      Tal prática pode ser positiva quando é adotada para conquistar um estilo de vida saudável, visando à melhoria da saúde e das condições físicas, e não para obter o “padrão de corpo perfeito”, ou seja, é necessário perceber que os modelos que são exibidos na TV podem ser inalcançáveis. Na maioria das vezes, a mídia torna-se um fator negativo por expor um corpo escultural e perfeito, incentivando que as pessoas alcancem esse padrão.                                    Conclui-se com a pesquisa realizada que, a prática de atividades físicas não é muito realizada pelos adolescentes estudantes da Escola Estadual Padre Benevenuto. Sendo apenas uma minoria dos alunos fisicamente ativos. A maioria da amostra é composta pelo gênero masculino, os mesmos dizem buscar a melhoria da imagem corporal, um corpo bonito, grande e definido, ou simplesmente gostam de esportes, percebe-se então que o culto ao corpo não é somente uma realidade feminina e sim masculina também, pois os mesmos mostram-se bem mais preocupados com a imagem corporal. Em relação ao gênero feminino, pode-se perceber a grande diferença entre o número de praticantes de atividades físicas, buscando uma boa qualidade de vida, melhora das condições físicas e por incentivo de amigas e professores, elas possuem consciência de que o excesso do culto ao corpo pode se tornar uma doença. A amostra é bem consciente quanto as consequências que o exagero do culto ao corpo pode trazer à saúde, reconhecendo a influência negativa e positiva da mídia.

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ARTMANN, Tiago Henrique. Atividade Física: Conhecimento, Motivação E Prática De Atividade Física Em Adolescentes. Universidade Regional Do Noroeste Do Estado Do Rio Grande Do Sul - Unijuí Departamento De Humanidades E Educação - Dhe Curso De Educação Física - Campus Santa Rosa. Santa Rosa, 2015

BUSSE, Salvador de Rosis. Anorexia, bulimia e obesidade. São Paulo: Manole, 2004.

DIAS, Sandra. A inquietante estranheza do corpo e o diagnóstico na adolescência. Vol. 11, n.º 1. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2001.

DOLINSKY, Manuela. Emagrecimento Permanente - Nutrição para uma Vida Saudável. Roca, 01/2015.

FISCHLER, C. Obeso benigno, obeso maligno. In: SANTANNA, D. B. (Org.). Políticas do corpo. São Paulo: Estação Liberdade, 1995.

JR., ASSUMPÇÃO, Francisco B., KUCZYNSKI, Evelyn colaboradores. Qualidade de vida na infância e na adolescência. ArtMed, 04/2011

PERINO, Vera. Prevenção da Obesidade na Infância e na Adolescência, 2nd edição. Manole, 01/2009.

Queiroz, R. S. O corpo do brasileiro: Estudos de estética e beleza. São Paulo: Senac, 1999.

VIEIRA, Valéria Cristina Ribeiro, PRIORE, Sílvia Eloiza y FISBERG, Mauro. A atividade física na adolescência. Adolesc. Latinoam. [online]. ago. 2002, vol.3, no.1 [citado 10 Septiembre 2011], p.0-0. Disponible en la World Wide Web: . ISSN 1414-7130.

9. ANEXOS

9.1. Anexo 1 - Termo de Consentimento Livre e Esclarecido

9.2. (Atendimento a Resolução 466 de 12/12/2012-CNS-MS)

Você está sendo convidado (a) como voluntário (a) a participar da pesquisa “Imagem corporal e culto ao corpo: Cenas apresentadas por adolescentes praticantes de atividade física”, a ser realizado pelo curso de Educação Física da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ponte Nova.

  • Neste estudo pretendemos perceber e refletir sobre os padrões estabelecidos sobre Imagem Corporal na adolescência.
  • Justifica-se a pesquisa diante do fato de que a mesma possibilitará compreender porque cada vez mais os adolescentes estão tão preocupados com o corpo, como eles veem a dificuldade de se conseguir o “padrão” ideal, qual a relação da mídia com isso, levando em conta que a busca incessante por um determinado padrão pode levar a transtornos alimentares e doenças
  • Para este estudo adotaremos os seguintes procedimentos: questionário com perguntas discursivas e objetivas sobre a qualidade de vida de cada um, sobre o que pensam a respeito da mídia e padrões de beleza e como ele tem percebido a imagem corporal, não sendo necessário colocar dados pessoais além da idade. Dentro de um envelope será colocado o questionário e duas vias do termo de consentimento (uma via ficará com os participantes e a outra guardada com os pesquisadores por um período de 5 anos). O envelope será lacrado e entregue para cada participante, que terá o prazo de 3 (três) dias para respondê-lo e devolver ao pesquisador, após agendamento de data para o recolhimento do instrumento da pesquisa.
  • Para participar deste estudo você não terá nenhum custo, nem receberá qualquer vantagem financeira.
  • Você será esclarecido (a) sobre o estudo em qualquer aspecto que desejar e estará livre para participar ou recusar-se dessa participação, estando o(s) telefone (31) 998309017 ou e-mail denise.leonel@hotmail.com.
  • Dentro desta premissa, todos os participantes são absolutamente livres para, a qualquer momento, negar o seu consentimento ou abandonar o programa se assim o desejar, sem que isto provoque qualquer tipo de penalização;
  • A sua participação é voluntária e a recusa em participar não acarretará qualquer penalidade ou modificação na forma em que é atendido (a) pelo pesquisador;
  • O(s) pesquisador(es) tratarão a sua identidade com padrões profissionais de sigilo;
  • Você não será identificado em nenhuma publicação que possa resultar desse estudo;
  • Durante a realização do questionário não há possibilidade de ocorrerem problemas, riscos ou desconforto devido à intervenção do pesquisador;
  • Apesar disso, você tem assegurado o direito a ressarcimento ou indenização no caso de quaisquer danos eventualmente produzidos pela pesquisa, caso assim o julgue;
  • Os resultados da pesquisa estarão à sua disposição quando finalizada;
  • Seu nome ou o material que indique sua participação não será liberado sem a sua permissão;
  • Os dados e instrumentos utilizados na pesquisa ficarão arquivados com o pesquisador responsável, por um período de 5 anos, e após esse tempo serão destruídos;
  • Este termo de consentimento encontra-se impresso em duas vias, sendo que uma cópia será arquivada pelo pesquisador responsável, e a outra será fornecida a você.

Eu,_______________________________________________________, portador (a) do documento de identidade _____________________________, após a leitura do presente Termo, e estando de posse de minha plenitude mental e legal, ou da tutela legalmente estabelecida sobre o participante da pesquisa, declaro expressamente que entendi o propósito do referido estudo e, estando em perfeitas condições de participação, dou meu consentimento para participar livremente do mesmo.

 

 

Assinatura do(a) Participante

 

 

 

Denise Leonel Martins

Pesquisadora

(denise.leonel@hotmail.com)

 

 

Samuel Gonçalves Pinto

Orientador

(samuel.pto@gmail.com)


 

 

Ponte Nova, ____  de ______________ de 2018.

9.3. Anexo 2 - Questionário

 

                           TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

PESQUISA INTITULADA: Imagem corporal e culto ao corpo: Cenas apresentadas por adolescentes praticantes de atividade física.

RESPONSÁVEL: Denise Leonel Martins

DADOS CADASTRAIS

IDADE: ­­­­­­­­_______________________________  GÊNERO:_______________

10. Responda o questionário a seguir de acordo com sua experiência

1- Há quanto tempo você pratica atividades físicas e qual o motivo te levou a praticar?

R.____________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

2- Você está satisfeito com sua imagem corporal? Por quê?

R.__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3- Você considera a mídia como influência positiva ou negativa em relação a aos padrões corporais? Justifique

 

R.__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

4- O que é um corpo perfeito para você? Explique.

R.__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

5-  Quais motivos te levam a buscar outra imagem corporal? Explique.

R._________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

6- Quais estratégias você busca para mudanças na sua imagem corporal? Quais outras estratégias você faria?

R.__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

7- Para qual finalidade você pratica atividades físicas?

R.__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Publicado por: Denise Leonel Martins

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola