Topo
pesquisar

Geografia

A Geografia é a ciência que estuda o espaço geográfico e a relação entre a sociedade e o meio. É no espaço geográfico que se estabelecem as relações humanas.

Geografia é, atualmente, a ciência que possui como objeto de estudo o espaço geográfico, espaço esse que é palco da dinâmica social, ou seja, das relações entre o homem e o meio. Em linhas gerais, a Geografia possibilita uma análise crítica da relação entre a sociedade e a natureza e, consequentemente, da produção do espaço geográfico.

Saiba mais: Produção do espaço geográfico

O que a Geografia estuda?

A Geografia é a ciência que estuda o espaço geográfico e as relações entre homem e meio que nele se estabelecem, como já salientado. O espaço geográfico encontra-se em constante transformação pelo homem. Vale ressaltar que é complicado limitar o que a Geografia estuda ou não, por ser uma ciência horizontal cujo campo de estudo é bastante amplo, mantendo relações com diversas outras disciplinas, transcendendo então o seu próprio saber.

É necessário também lembrar que a definição acerca do objeto de estudo da Geografia não é unânime entre os geógrafos. Essa ciência sofreu inúmeras transformações ao longo dos anos, impossibilitando que haja um consenso entre os estudiosos da área. Mas o que se sabe é que a Geografia é um estudo categorial, ou seja, compreende conceitos que definem a sua orientação, como o conceito de lugar, paisagem, região e território.

Leia também: Os dois principais tipos de paisagem

Qual o significado de Geografia?

Origem

Grega

Etimologia

“geo” = Terra e “grafia” = descrição

Definição

Era compreendida como um campo do conhecimento que descrevia os fenômenos que ocorrem na superfície terrestre.

Geografia como ciência

A Geografia sofreu inúmeras mudanças ao longo do seu processo de construção como ciência. Muitas dessas mudanças estão relacionadas a correntes filosóficas e aos processos históricos vividos pela sociedade.

Esse processo de construção da ciência geográfica permeou os conceitos-chaves que compreendem a disciplina. São eles:

espaço

lugar

paisagem

região

território

Esses conceitos-chaves, ao longo dos anos, foram objetos de estudo da Geografia. A Geografia Tradicional (1870-1950), por exemplo, privilegiava o conceito de paisagem e região como chave para o estudo da disciplina. Já na Nova Geografia (anos 50, período pós-guerra), o conceito-chave que passou a orientar os estudos geográficos foi o espaço.

Nesse período, a Geografia ainda não havia assumido um caráter crítico, portanto não se atinha aos problemas sociais. Surgiu, então, a Geografia Crítica, na qual se acredita que os geógrafos precisam engajar-se politicamente sem se desvincular da produção científica. Assim, o conceito-chave espaço passa a ser observado como meio social.

Nesse momento, surgiram também as correntes da Geografia conhecidas como humanista e cultural. Ambas apresentaram um novo conceito de espaço. Agora, o espaço é vivido, destacando-se nele as experiências e os aspectos subjetivos, por isso foi mudado também o conceito-chave. Lugar agora é o objeto de estudo da Geografia. O lugar, nesse sentido, representa a subjetividade, o cotidiano, a relação entre a sociedade e o meio, o então chamado espaço geográfico.

Leia mais: Impactos no espaço geográfico do Ártico

A Geografia divide-se em Geografia Geral e Geografia Regional, a fim de facilitar a compreensão do estudo geográfico.
A Geografia divide-se em Geografia Geral e Geografia Regional, a fim de facilitar a compreensão do estudo geográfico.

Ramos da ciência geográfica

A Geografia divide-se em alguns ramos. Contudo, é válido ressaltar que essa ciência não deve ser estudada de forma fragmentada, visto que as relações entre o homem e o meio são indissociáveis. Os ramos da Geografia apenas norteiam os estudos para facilitar a compreensão dos fenômenos, sejam físicos, sejam sociais.

As duas frentes principais da Geografia são:

Geografia Geral

Geografia Humana

Promove o estudo da interação entre a sociedade e o espaço, abrangendo aspectos políticos, socioeconômicos e culturais. A Geografia Humana subdivide-se em ramos, como:

1) Geografia Urbana: é o ramo da Geografia que estuda os espaços urbanos, os fenômenos como a urbanização, a dinâmica das cidades, os problemas nos grandes centros, bem como as relações do ser humano com esse espaço.

2) Demografia: é o ramo da Geografia que estuda a dinâmica populacional. Por meio de análises de índices demográficos, dados e estatísticas, é possível analisar a população de diferentes lugares e entender as características da sociedade.

3) Geografia Econômica: é o ramo da Geografia que estuda as atividades econômicas distribuídas no mundo todo. A Geografia Econômica analisa os setores da economia, as atividades industriais, comerciais e agropecuárias.

Geografia Física

Promove o estudo da dinâmica da Terra, dos fenômenos que ocorrem na superfície terrestre. A Geografia Física subdivide-se em ramos, como:

1) Climatologia: é o ramo da Geografia que estuda o clima e os padrões de comportamento da atmosfera. Por meio de fatores e elementos climáticos, é possível fazer uma análise dos climas no mundo todo.

2) Geomorfologia: é o ramo da Geografia que estuda as formas da superfície da Terra, ou seja, as paisagens. A Geomorfologia estuda aspectos como relevo, dinâmicas da litosfera e fenômenos geológicos.

3) Geografia Ambiental: é o ramo da Geografia que estuda as consequências das ações do homem sobre o meio ambiente, como as mudanças climáticas, o desmatamento, a poluição, entre outras.

Para saber mais sobre esse ramo, acesse os textos do Brasil Escola:

Geografia Regional

Estuda as regiões da Terra, de forma descritiva, a fim de entender as características e particularidades de cada uma delas.

Qual a importância da Geografia?

É primordial compreender a natureza das relações sociais e das relações entre o ser humano e o meio. É por meio delas que conseguimos analisar a dinâmica do mundo, dos povos e dos processos históricos que os influenciam.

A Geografia possibilita compreender não só as relações sociais mas também os fenômenos que ocorrem na superfície terrestre e como esses fenômenos afetam a população. Por meio dessa compreensão, podemos observar as diferenças entre os povos, sua localização, suas diferenças sociais, econômicas e políticas.

Leia também: Importância da Geografia

A ciência geográfica permite também analisar a relação entre o homem e o meio, observando como se dá o uso dos recursos naturais e como esse uso impacta positiva ou negativamente o meio ambiente. Tal análise permite também propor alternativas para preservar a natureza e impactá-la minimamente. Essa compreensão do espaço geográfico e das alterações provocadas pelo ser humano facilita a compreensão e um olhar crítico para analisarmos a nossa própria existência, permitindo visualizar situações futuras e a resolução de problemas.

 

Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

A Geografia é a ciência cujo objeto de estudo é o espaço geográfico e as relações nele estabelecidas.
A Geografia é a ciência cujo objeto de estudo é o espaço geográfico e as relações nele estabelecidas.
PUBLICIDADE

A Educação Ambiental como meio para a retomada do equilíbrio socioambiental no bairro Caramujo

Aplicações de Sistemas de Informações Geográficas em Empresas de Saneamento

PUBLICIDADE

AVALIAÇÃO DO RISCO DE CONTAMINAÇÃO DO AQUÍFERO FREÁTICO NO BAIRRO 25 DE JUNHO - CIDADE DE CHIMOIO

Dicionario de Geografia do aluno. O uso de termos, conceitos e expressões Geográficas no ensino fund

EROSÃO E SUAS IMPLICAÇÕES NA RUA JOSÉ FERREIRA DOS SANTOS NO BAIRRO JD. DAS OLIVAS NO MUNICÍPIO DE GUARULHOS

Evolução urbana na Avenida Vinte e Oito de Abril no município de Ipatinga - Minas Gerais

Geografia e Futebol - o esporte como produtor de novos espaços urbanos

Os desafios do ensino de Geografia: trabalhando o conceito de Lugar e buscando novas abordagens através do bairro Vila Isabel, Três Rios - RJ

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola