Marketing Digital: Estudo sobre as estratégias de marketing digital na Nerdstore

Comunicação e Marketing

A evolução e os conceitos de marketing digital, as diversas ferramentas do marketing digital e as principais estratégias e técnicas, o perfil dos consumidores da Nerdstore e a receptividade dos clientes perante o marketing digital.

índice

1. RESUMO

Este trabalho tem como objetivo analisar, por meio de um estudo de caso, como se dá a comunicação entre a Nerdstore e seus clientes utilizando as ferramentas de marketing digital e sua eficiência. A Nerdstore foi escolhida como objeto de pesquisa por se tratar de uma loja virtual, logo utiliza o marketing digital de forma abrangente por ter sua atividade de mercado restrita a esse ambiente. A pesquisa documental foi utilizada para se analisar dados já disponíveis na internet com o intuito de fazer a análise das estratégias de marketing digital pela empresa, juntamente com o método survey onde o questionário coletou dados de uma população de 131.000 usuários média de seguidores da marca nas redes sociais, por onde foi divulgado. Observou-se que a empresa utiliza das redes sociais como forma de estreitar o relacionamento com o cliente, juntamente com a disponibilidade de conteúdo relevante ao seu público-alvo, que apresenta um alto nível de satisfação com conteúdo recebido, tornando-os verdadeiros fãs da marca altamente fidelizados. Ao final do trabalho pode-se concluir que a Nerdstore é um modelo a ser seguido no que diz respeito à utilização do marketing digital, conquistando um público altamente engajado com a marca, de tal modo gerando mais vendas.

Palavras-chave: marketing digital, marketing de conteúdo, mídias sociais, Nerdstore.

ABSTRACT

This work aims to analyze, through a case study, how the communication between Nerdstore and its costumers works using the tools of digital marketing and its efficiency. Nerdstore was chosen as na object os research because it is a virtual store, so it uses digital marketing comprehensively due to their market activity that is restricted to that environment. The documentary research was used to analyze the data already available on the internet with the purpose of analyzing the digital marketing strategies by the company, along with the survey method where the questionnaire data from a population of 131,000 average user of the brand followers in the social networks, where it was disclosed It was observed that the company uses social networks as a way to strengthen the relationship with the customer, along with the availability of relevant content to its target audience, which presents a high level of satisfaction with content receipt, making them true fans of brand highly loyal. At the end of the work it can be concluded that the Nerdstore is a model to be followed when it comes to the use of digital marketing, conquering a public highly engaged with the brand, thereby generating more sales.

Keywords: digital marketing, contente marketing, social media, Nerdstore

2. INTRODUÇÃO

Com o advento da internet juntamente com a evolução das tecnologias de informação e comunicação, a demanda por informações tornou-se algo primordial no dia a dia das pessoas. Atualmente a informação e o conhecimento se espalham facilmente pela web, fazendo assim que muitos profissionais do marketing se adaptassem a essa nova realidade aperfeiçoando as ferramentas e técnicas de marketing para comunicar ao público alvo de forma mais eficiente.

A importância do Marketing Digital para as empresas atualmente é que, por meio de canais online de comunicação e redes sociais, clientes satisfeitos com seu negócio e com os benefícios obtidos com eles provavelmente irão elogiar a empresa e publicar comentários positivos de suas experiências. Isso efetivamente traz novos consumidores e auxilia a empresa a construir um relacionamento longo e duradouro com seus clientes e potenciais clientes. O marketing feito na web através de banners, mídias sociais, blog, publicidade e pesquisa online, e-mail e conteúdos são algumas das ferramentas que compõe o marketing digital. E o objetivo dessa pesquisa busca analisar a efetividade de tais ferramentas utilizadas por empresas que atuam no mercado geek.

O conceito de nerd ou geek como eles geralmente são chamados mudou drasticamente nos últimos anos, eles deixaram de ter aquele estereótipo negativo de pessoas muito inteligentes e com dificuldades de se relacionar socialmente. Hoje, a questão cultural se associou a indústria do entretenimento, que a passou a produzir cada vez mais coisas destinas a eles. Passaram a ser um nicho de mercado altamente lucrativo por sua fidelidade, são consumidores exigentes que buscam por produtos relacionados aos seus temas favoritos dentro do mundo do entretenimento.

Por tratar-se de um público jovem, a procura de produtos desse gênero é frequentemente voltado ao e-commerce e as mídias digitais. O potencial consumidor está presente na maioria das redes sociais, participando ativamente de fóruns e grupos, e neste caso, é de extrema importância manter informações atualizadas e um relacionamento próximo ao cliente.

A empresa estudada no presente trabalho é a Nerdstore um e-commerce varejista de artigos de vestuário e acessórios, equipamentos e suprimentos de informática, livros, brinquedos e artigos recreativos fundada em 2007 como forma de atender a esse nicho de mercado.

2.1. Problemática e justificativa

Com o rápido crescimento de usuários ativos na internet nos últimos anos, as empresas buscaram no meio digital novas formas para a sua mensagem chegar aos clientes de forma mais eficiente. O marketing digital então surgiu como uma técnica de negócio como uma nova forma de estreitar o relacionamento entre os consumidores e as empresas com uma maior flexibilidade. A utilização do marketing digital como objeto de negócio é uma prática consolidada no mercado atual, sendo utilizado como um poderoso recurso de estratégia empresarial e indispensável para um bom relacionamento com o cliente.

O que vem sendo observado recentemente no mercado brasileiro é um aumento de empresas que tem apostado investir no nicho voltado ao consumidor geek, onde comercializam itens de vestuário, bonecos colecionáveis denominados de action figures e entre outros acessórios diversos. São produtos relacionados ao mundo do entretenimento como filmes, seriados de televisão, jogos eletrônicos e personagens de historias em quadrinhos, se destacam eles a franquia de filmes Star Wars, o seriado de televisão americana Game of Thrones e personagens famosos como Batman e Homem de Ferro.

O mercado geek no Brasil vem crescendo significativamente nos últimos anos, esses consumidores buscam uma variedade de produtos relacionados à tecnologia, filmes, séries de televisão, games e histórias em quadrinho. O Omelete, um dos maiores portais de entretenimento do Brasil publicou recentemente uma pesquisa que caracteriza o perfil geek no país, segundo o resultado da pesquisa em que foram entrevistados cerca de 12 mil pessoas, 83,8% são homens e 16,2% mulheres. A média de idade dos entrevistados era de 24,6 anos, e 90% deles têm até 35 anos. 82,3% deles são solteiros, contra 16,1% casados e 1,6% separados. 85,8% deles possuem smartphone. Os geeks e nerds são procurados no meio digital por tratar-se de um público antenado em tecnologia, games, novas edições de livros e novidades no mercado.

Por ser um público que está sempre conectado no ambiente virtual principalmente por meio das redes sociais, as empresas que apostam nesse mercado utilizam essencialmente de estratégias do Marketing Digital para manter um relacionamento bem próximo de seus potenciais clientes como forma de fidelização, e de se diferenciar de seus concorrentes. Logo quais são as estratégias do Marketing Digital que a Nerdstore têm investido? E se esse tipo de comunicação tem sido efetiva gerando um relacionamento com o cliente de forma continua.

É fundamental no cenário atual onde há diversas formas de comunicação instantânea que as empresas desenvolvam ferramentas de relacionamento com o cliente de forma efetiva, ou seja, que gerem resultados positivos para ela, de forma sustentável e de longo prazo. O marketing digital bem feito permite que as empresas obtenham resultados consideravelmente melhor em relação à concorrência. E por ser uma área que surgiu recentemente fazer um estudo mais aprofundado é essencial para entender melhor esse mercado e contribuir de forma efetiva no âmbito empresarial, é cada vez mais perceptível à utilização do marketing digital por parte das empresas com o propósito de aumentar sua competitividade e sua participação no mercado. E entender como as empresas têm investido nesse meio, buscando as melhores formas de comunicar com seus consumidores é de extrema importância para as empresas que pretendem entrar nesse mercado e também para as que já estão e pretendem aperfeiçoar suas estratégias de marketing digital e consequentemente conseguir se destacar entre as demais.

2.2. Objetivos do estudo

Objetivo Geral

O objetivo geral desse trabalho é identificar e analisar as diferentes ferramentas e estratégias do marketing digital da empresa Nerdstore

Objetivos Específicos

a) Analisar as principais estratégias e técnicas do marketing digital.

b) Caracterizar o perfil dos consumidores da Nerdstore.

c) Analisar a receptividade dos clientes perante o marketing digital.

2.3. HIPÓTESES

  1. O marketing de conteúdo é o mais utilizado pela empresa nesse mercado geek.

  2. Os consumidores valorizam as empresas que são ativas nas redes sociais.

  3. Marketing nas redes sociais são mais efetivos para se manter um bom relacionamento com o cliente.

2.4. Organização do Estudo.

O capítulo 2 trata-se sobre o referencial teórico da pesquisa que aborda os principais conceitos que contribuem para o melhor entendimento do tema estudado, abordando a evolução e os conceitos de marketing digital, além de mostrar as diversas ferramentas do marketing digital e suas características. Em seguida no capítulo 3 é descrito os métodos utilizados para responder o problema proposto na pesquisa. O capítulo 4 traz os resultados e análises da pesquisa e por fim o capítulo 5 as considerações finais bem como as contribuições, limitações e recomendações do estudo.

3. REFENCIAL TEÓRICO

3.1. Web 2.0

O termo Web 2.0 foi criado por Tim O'Reilly em 2004 para referir-se a uma segunda geração de aplicativos e serviços, onde permitem um maior grau de interatividade e colaboração na Internet. O termo pode possuir uma conotação de ser apenas uma versão atualizada da web, mas o certo é que ele está ligado ao sentido de uma mudança na maneira que ela é percebida pelos usuários e desenvolvedores. Na web 1.0 o processo de comunicação flui em apenas um sentido, enquanto na web 2.0 o processo flui em ambos os sentidos.

Souza (2014) aponta as principais diferenças entre a web 1.0 e a web 2.0, em que na web 1.0 o conteúdo é controlado e monitorado pelas empresas e organizações que as produzem, na web 2.0 o esse conteúdo está disponível para qualquer um dos usuários e eles são os responsáveis pelo mesmo, por meio de uma interação colaborativa, com a ausência de controle e hierarquias. Logo Souza denomina a web 2.0 como uma web social, onde qualquer usuário pode criar seu próprio conteúdo utilizando-se dos diversos serviços disponíveis.

A web 2.0 constitui-se de uma ampla variedade de plataformas tecnológicas e de serviços, sobre esta plataforma funcionam serviços populares como Youtube, Flick, Google Adwords, Wikipédia, Facebook, Blogger e Wordpress, Linkedin, Twitter, Google Plus, Foursquare, entre outros. O básico da web 2.0 é a participação dos usuários. Nesta versão atual da internet os usuários não são mais apenas usuários passivos, e sim ativos, eles leem, discutem, sugerem soluções, opiniões, compartilham, anunciam, escrevem, comentam etc.

Há ainda também o conceito da web 3.0 ou web semântica que agrega os valores da web 1.0 e 2.0 adicionando a inteligência das máquinas. De acordo com Santos; Nicolau (2012) a sua aplicação é algo inovador que agrega valor aos serviços direcionados aos usuários. Com ela os efeitos das buscas são mais precisos, economizando tempo e compreendendo o contexto do internauta, disponibilizando resultados de acordo com a necessidade de cada indivíduo. Os serviços da web 3.0 permitem trazer as pessoas para as empresas, serviços e produtos de alto valor agregado pelo fato de ser objetiva e altamente personalizável. A web 3.0 é a sequência da web previamente estabelecida, e é fundamental estar apto para ela para ganhar espaço competitivo e indispensável para as organizações.

3.2. Marketing digital

A internet mudou a forma de atuar e pensar das pessoas, influenciando seus hábitos de consumo, tornando-se a ferramenta de publicidade mais eficaz à disposição das empresas. As empresas devem sempre estar em movimento, se inovando, e nesse caso a web é a melhor alternativa para fornecer valores e diferenciais. Nesse mesmo principio o marketing digital de acordo com Torres (2010) é o conjunto de estratégias de marketing e publicidade, aplicadas a Internet, e ao novo comportamento do consumidor que está nesse ambiente. Trata-se de um conjunto coerente e eficaz de ações que criam um contato permanente da sua empresa com seus clientes. O marketing digital faz com que os consumidores conheçam seus negócios, confiem nele, e tomem a decisão de compra a seu favor.

Com o rápido crescimento da internet, o aumento de acessos em dispositivos móveis e com a internet cada vez mais fundamental no cotidiano das pessoas, surgiu então uma necessidade das empresas em se adaptar nesse novo contexto, para aumentar seu retorno financeiro.

Gabriel (2010, p. 104) conceitua o termo marketing digital como “o marketing que utiliza estratégias em algum componente digital no marketing mix – produto, preço, praça ou promoção”.

A internet tem influenciado as empresas de várias formas, como na comunicação ou na publicidade. Na internet o controle é do cliente, mesmo que uma empresa não esteja nesse meio, os clientes estarão lá discutindo sobre os produtos e serviços, buscando formas de se relacionar com a marca. No marketing digital o cliente é o foco da Internet, seus desejos e necessidades devem ser levados em conta.

Nesse sentido Souza (2014, p.70) define o Marketing Digital da seguinte forma:

Consiste em usar tecnologias da informação baseadas na internet e todos os dispositivos que permita seu acesso para realizar comunicação com intenção comercial entre uma empresa e seus clientes ou potenciais clientes. A internet coloca as empresas a disposição dos clientes com apenas um clique.

Logo, através do Marketing Digital as empresas podem ampliar seus negócios, fortalecer sua marca no mercado, conquistar clientes criando um relacionamento de fidelidade

3.2.1. Vantagens em relação ao marketing tradicional

As principais vantagens do marketing digital em relação ao tradicional de acordo com Souza (2014) são as seguintes:

O marketing digital é mensurável: No marketing digital é possível medir o feedback, sabendo que tipo de pessoas esta tendo contato com o conteúdo de uma determinada empresa, que tipo de reação ele produziu, etc.

O marketing digital é mais econômico: Contrapondo o fato da publicidade feita em mídias tradicionais como radio e televisão requerem um alto investimento para pequenas empresas, o custo de investimento na internet é menor.

O marketing digital é segmentável: É necessário na estratégia de marketing digital trabalhar com a segmentação. Desta forma a empresa sabe o perfil do consumidor com quem ela está lidando, e a comunicação com ele fica mais próxima, ficando mais fácil de conquistar a sua confiança e interesse.

O marketing digital e mais flexível: As estratégias do marketing digital são realizadas em um período de tempo relativamente curto e são mais flexíveis caso for preciso realizar alguma alteração não planejada no plano de marketing.

É personalizável: No meio virtual, cada cliente deve viver uma experiência exclusiva e personalizada. E o marketing digital permite fazer um marketing de acordo com as exigências de cada internauta.

É um marketing emocional: Por ser um marketing personalizado, há a necessidade de humanizar a comunicação, buscando conteúdos em que os potenciais clientes possam associa-los com experiências próprias que despertam emoções e sentimentos.

3.2.2. Barreiras para começar

A empresa que optou em investir em marketing digital deve ser persistente e não esperar resultados no curto prazo. Investir em estratégias no meio digital envolve muita dedicação.

Se o empresário não compreende ou não aceita que participar de canais online engloba a compreensão e a colaboração de que é fundamental sempre aperfeiçoando a oferta de valor aos seus clientes, as ações de marketing digital se tornarão excessivamente difíceis.

Por se tratar de uma área relativamente nova, muitas empresas perdem a oportunidade de se aproveitar das vantagens que essa mídia oferece, ao sair imitando ações de outras empresas que estão nesse mesmo ambiente. Cada planejamento de marketing digital há a possibilidade de explorar novas táticas na internet.

Por fim os comentários negativos podem desmotivar as empresas a entrarem nesse meio. Para isso é necessário que as empresas saibam aproveitar os comentários negativos e tirar proveito deles, aprendendo com as criticas para se aperfeiçoarem. Qualquer comentário negativo é uma forma de melhorar.

3.3. Marketing de Conteúdo

Torres (2010) explica que o marketing de conteúdo é o conjunto de ações de marketing digital que buscam produzir e divulgar conteúdo produtivo e pertinente na Internet para atrair a atenção e conquistar o consumidor online.

Marketing de Conteúdo nada mais é que uma estratégia estruturada para elaborar e disseminar conteúdo relevante com o objetivo de atrair, cativar e reter clientes gerando uma relação de confiança que impulsionará a conversão em vendas e, consequentemente, a amplificação da presença de sua marca. (ROCKCONTENT, 2013, p. 5)

Os blogs e o YouTube são os principais exemplos de Marketing de Conteúdo. São plataformas que permitem reunir uma enorme quantidade de informações que fazem do consumidor o criador, produtor e consumidor do conteúdo publicado tanto nos vídeos quanto nas informações. A ideia de reunir depoimentos, de várias pessoas que conhecem o produto, de mostrar vídeos sobre a qualidade torna-se decisiva para que o consumidor o adquira e ele possa ter a marca da empresa fixada em mente.

Marketing de conteúdo é uma estratégia de longa duração, apoiada na construção de um forte relacionamento com os clientes, conseguido através do fornecimento de conteúdo vantajoso, consistente e altamente relevante para eles. A seguir foram definidas as ações iniciais necessárias ao se utilizar o marketing de conteúdo.

3.3.1. Definir os objetivos

Peçanha (2013) ressalta que uma boa estratégia para se utilizar o Marketing de Conteúdo é pela definição de objetivos. Ao estabelecer os objetivos as empresas poderão se direcionar e planejar de acordo com o que elas definiram.

3.3.2. Definir o público

Após definir os objetivos a empresa deverá definir qual é o público-alvo que se pretende atingir. Torres (2010) cita que é necessário criar o planejamento do conteúdo, definindo: quem é o público-alvo, o que se pretende com ele, como se comporta, que informação ele busca, o que produzir para esse público e como produzir esse conteúdo.

Público-alvo: Quanto mais segmentado o público alvo, melhor será para o desenvolvimento da campanha publicitária, o planejamento de ações de marketing e outros itens. Por exemplo: adultos, homens, com idade de 21 a 39 anos, das classes A e B que gostam esporte.

Pretende-se: Essa é a parte da definição do objetivo e aonde você quer chegar com suas ações.

Comportamento do público: Para entender o comportamento do público, é preciso analisar os comportamentos deste consumidor fora da internet e dentro da internet, primeiro entendendo o comportamento geral do consumidor online. Ele busca três coisas: informação, diversão e relacionamento.

Informações buscadas por esse público: Ele busca a informação para que foi segmentado o seu produto. Deve-se colocar o produto no centro de uma rede, com tudo o que envolve ele e provavelmente seu público buscaria. Mesmo que não tenha nada a ver com o produto/empresa/serviço.

Tipo de conteúdo: Produzir o conteúdo a partir do que o seu público alvo busca, uma vez que a empresa já possui essa informação.

A forma a qual se produz esse conteúdo: Compilar o assunto abordado, pois assim o consumidor perceberá a facilidade de encontrar as informações no site, porque assim ele não terá que pesquisar o mesmo assunto em sites diferentes.

O marketing de conteúdo vai além do que ficar apenas publicando em redes sociais, é preciso uma elaboração diária de conteúdo, de assuntos que estejam interligados entre si, que obedeça a uma lógica, uma linha de raciocínio.

3.3.3. Definir o(s) canal(is)

Observa-se atualmente que a maioria da população consome mídia online, ou seja, internet. Dentro do ambiente virtual a empresa deve pensar quais são os canais e plataformas mais apropriados para se fazer o marketing de conteúdo. Destacam-se as mídias sociais, sendo que, entre as diversas plataformas deste meio, as maiorias das publicações são nas redes sociais. Logo se torna necessário aprofundar mais neste ambiente de comunicação, os tipos, os acessos, entender o que as pessoas buscam e suas atribuições.

3.3.4. Dicas de marketing de conteúdo

Souza (2014) explica que apesar do marketing de conteúdo proporcionar ótimas oportunidades de fortalecer a interação do negócio das empresas com seus clientes, produzir conteúdo de qualidade não uma tarefa tão simples. E cita em seguida o motivo de algumas estratégias de conteúdo não obterem resultados significativos.

1 – Audiência errada: Saber definir o publico alvo que a empresa está voltada é uma atividade essencial em marketing, e para o conteúdo não é diferente. É crucial que o que foi publicado nos blogs ou nas mídias sociais de fato foi útil para quem leu, através de informações pertinentes sanou as duvidas ou problemas do individuo, suprindo assim suas necessidades. A empresa devem se empenhar em pesquisas para saber o que os visitantes buscam analisar os conteúdos mais populares, fazer pesquisas e por fim perguntar diretamente que tipo de conteúdo eles tem mais interesse.

2 – Conteúdo repetitivo ou desinteressante: Os potenciais clientes estão buscando conteúdo que agregue valor, algo que os forneçam novas informações. Desse modo ao se investir em marketing de conteúdo as empresas devem evitar repetir o assunto de suas postagens, para manter as pessoas sempre interessadas. Devemos pensar sobre a variedade de recursos e funções dos produtos e serviços oferecidos e que tipo de informação é significativo para o público. Por exemplo, escrever sobre novas tendências do segmento ou sobre a evolução da indústria, sem necessariamente estar ligado ao ramo da empresa.

3- Formatos repetitivos: É fundamental que o conteúdo esteja sempre visível para o leitor e para isso as empresas devem se assegurar de manter o seu conteúdo visível em todos os canais, dentro ou fora de seu site. Utilizando-se das ferramentas de análise para analisar quais mídias trazem os melhores retornos. Se a empresa identificar que a maior parte de seu público está no Facebook, é mais pratico explorar essa mídia do que perder tempo e recursos em ambientes com menor receptividade.

O marketing de conteúdo é uma das principais técnicas apropriadas pelo inbound marketing, através dos leads, que são contatos de clientes que possivelmente irão se relacionar com a marca.

3.4. Inbound Marketing

Varanda (2010) compara o Inbound Marketing a um imã que atrai os clientes a procura da marca, pois o a sua premissa é fazer com que as informações de uma marca sejam recebidas de forma positiva, ou seja, o cliente permite receber essas informações ou se sente tão atraído a fim de procurar pela marca.

Essa estratégia tem sido importante para diversas empresas que tem adotado esse modelo para aumentar seu lucro. Essa motivação é explicada por que através da mídia digital o investimento é baixo e o lucro significativo.

O Inbound Marketing pode ser definido como uma nova forma de pensar, baseando-se na ideia de compartilhamento e criação de um conteúdo de qualidade direcionado para um público-alvo, utilizando táticas de marketing online, Carvalho (2013). Seguindo essa linha de pensamento Nogueira descreve o Inbound Marketing da seguinte forma:

Inbound Marketing é conhecido como o “novo marketing”, pois se baseia em ganhar o interesse das pessoas e fazer com que esses potenciais clientes te encontrem, utiliza a ideia do marketing de entrada. Diferenciando-se assim do Outbound Marketing, que é o chamado “velho marketing”, e que usa táticas para ir até os potenciais clientes e oferecer a eles os produtos ou serviços. (NOGUEIRA, 2014).

O Inbound Marketing e o Marketing de Permissão partem do mesmo princípio de que o poder está cada vez mais centrado com o consumidor e não com o anunciante. A escolha é do consumidor em escolher que tipo de conteúdo quer consumir, e não ao anunciante interrompendo seus afazeres com ofertas. Hoje em dia faz mais sentido fazer uma publicação nos blogs ou em outra mídia sobre como trocar a resistência do chuveiro, o que é o que a maioria dos internautas vão digitar nos sites de busca, do que investir em publicidade anunciando chuveiros.

3.4.1. Aplicação do Inbound Marketing

As estratégias de Inbound Marketing consistem em atrair visitas, converter visitantes em leads, converter leads em venda, fidelizar os clientes e desenvolver estratégias para a manutenção desses clientes.

Peçanha (2015) demonstra como acontece o processo de consciência do Inbound Marketing, afirmando que no primeiro momento o consumidor que não conhece a marca, deve ser atraído por ela pelas mídias sociais e o reconhecimento da marca deve ser facilmente encontrado por meio das palavras-chave que o potencial cliente procurar.

O segundo momento de acordo com Peçanha (2015) é quando o consumidor entra em contato com a marca, logo, se faz necessário convencer ele a entregar o seu contato e assim transformá-lo em um lead. Leads são pessoas que mostraram mais interesse em determinada marca ou empresa. Esse lead deve ser sustentado até o momento da realização do processo de compra, isso é feito através de e-mails e estímulos frequentes que despertem o seu desejo, para que em seguida ele efetue o processo de compra. O importante no processo de aplicação do Inbound é criar um relacionamento saudável e respeitoso com o lead para que eles possam dar o próximo passo com a empresa.

Quando a compra for efetivada é então que esse consumidor é considerado cliente, e para o mesmo, o Inbound Marketing propõe que ele deve continuar recebendo conteúdo, como newsletter exclusivo, e-mails personalizados, cookies que personalizam o site, para que assim a marca fique bem posicionada em sua mente, consequentemente ele irá retornar a comprar e também começar a recomendar a marca para os seus amigos e conhecidos.

O último momento refere-se à fidelização, que pode ser feita com ofertas exclusivas para clientes, pré-lançamentos, engajamento nas redes sociais, bom atendimento pós-venda, formulários de satisfação e outras diversas opções. Essas são ferramentas fundamentais para assegurar que os clientes fiquem mais do que satisfeitos com os produtos e serviços, os clientes se sentirão apreciados com sua marca. Tornar-se-ão fãs. E dessa forma começarão a recomendar sua marca para amigos e conhecidos. Assim eles viram promotores e passam a divulgar sua marca para estranhos reiniciando o ciclo do Inbound e gerando mais resultados.

Figura 1 – O ciclo do Inbound Marketing


Fonte: (Em: http://www.nho.pt/servicos-inbound-marketing-digital-portugal Acesso em: 16 de Março 2017.)

3.5. Marketing nas mídias sociais

Torres (2009) explica que as mídias sociais são sites na internet construídos para permitir a criação colaborativa de conteúdo, a interação social e o compartilhamento de informações em diversos formatos. Entre as mídias sociais estão os blogs e as redes sociais, mídia que vem se destacando muito e sendo muito utilizada pelas empresas.

Turchi (2012) enaltece que as mídias sociais são marcadas pela participação e interação. Exalta que hoje em dia o consumidor possui um grande poder de influência ao fazer reclamações nas mídias sociais sobre um produto de determinada empresa, dessa forma prejudicando sua imagem perante o mercado. Souza (2014) reforça essa ideia ao dizer que ter uma estratégia de marketing em mídias sociais é fundamental pelo fato das ferramentas serem gratuitas e utilizadas pelo mundo todo e por vários tipos de pessoas, onde se encontram muitos de seus clientes e potenciais clientes. A empresa se conecta diretamente com os consumidores que opinam sobre seus serviços e produtos, de tal forma melhorando o posicionamento e reconhecimento da empresa. Logo é importante às empresas estarem presente nas mídias sociais para poder interagir com o consumidor, estar a posto para solucionar seus problemas, assim o consumidor se sentirá mais confortável em criar um relacionamento com a empresa.

Souza (2014) complementa ainda dizendo que as mídias sociais para as empresas são uma forma de comunicação interativa onde se mantem uma conversa pública contínua. São comunidades, pois os indivíduos estão separados em perfis, estilos de vida, gostos e interesses que são compartilhados. São ainda redes cooperativas, uma vez que são estabelecidas relações mútuas de confiança. E por fim são canais de venda, no momento em o cliente passa a confiar nela.

3.6. E-Mail Marketing

O e-mail marketing é uma das ferramentas mais utilizadas em campanhas de comunicação. Ressalta como suas principais características a agilidade de envio e de resposta além da facilidade de mensurar o retorno, que é feito através de estatísticas que indicam o número de pessoas que receberam o e-mail, o número de pessoas que interagiram e visitaram o site.

Torres (2010) diz que informativos, promoções e lançamentos são os três princípios básicos que o e-mail deve conter com o propósito de induzir o consumidor à compra. Complementando essa ideia de como fazer um e-mail marketing eficiente, Turchi (2012) propõe que deve se enviar a mensagem por meio do correio eletrônico essencialmente para os clientes que autorizaram previamente. De tal forma, sem essa permissão, o e-mail será considerado um spam, a mensagem será descartada e consequentemente a empresa poderá ser mal vista pelos destinatários. O e-mail marketing pode ser usado ainda como forma de newsletters, ou seja, envio de boletins informativos como forma de lembrar e manter os clientes atualizados sobre novidades e inovações.

3.6.1. Dicas para o bom uso do e-mail marketing

Turchi (2012) lista algumas dicas com as melhores práticas de empresas que utilizam o e-mail marketing adequadamente, são elas:

• Criar uma área no seu site para estimular os visitantes a cadastrarem seus dados e endereços de e-mail.

• Construir um mailing contendo os dados dos seus clientes, visitantes do site e parceiros de negócios.

• Criar contas de e-mail nos principais provedores gratuitos, como Gmail, Yahoo, Hotmail e IG, entre outros, e pagos, como Terra, UOL, Globo, para fazer testes, ou seja, envie a campanha que pretende veicular apenas para esses endereços e verifique se todas as imagens e links foram anexados adequadamente.

• Investir em um bom software para envio automático de e-mail. É uma providência importante e de grande utilidade, especialmente visando o crescimento da base de dados. Com esse recurso é possível enviar milhares de e-mails com rapidez e eficiência, além de fazer a manutenção das informações sem dificuldade, incluindo as atualizações e exclusões automáticas de assinantes da lista.

• Enviar apenas informações que sejam úteis para o destinatário e que de alguma forma possam gerar retorno para a empresa, mesmo que seja apenas a fixação da marca.

• Fazer avaliações periódicas das ações de e-mail marketing e retornos obtidos.

3.7. Marketing em buscadores: SEO

O marketing de busca tornou-se o principal foco das empresas para captar novos clientes. Devido à mudança do comportamento do consumidor, onde atualmente ele possui um maior poder de barganha, pois possui mais opções de fornecedores e de muitas fontes de informação. Dessa forma, está mais apto para o processo de compras. Os buscadores surgiram pela necessidade de se localizar qualquer informação, que se tornou quase impossível com a proliferação da quantidade de sites. Em 1982 havia apenas 315 sites, hoje esse número supera a casa dos 180 milhões.

É imprescindível que as empresas aumentem seus conhecimentos para que assim possam se posicionar de maneira correta nos buscadores, para que elas não fiquem fora desse novo mercado. Turchi (2012) salienta que é importante estar no topo das primeiras páginas dos resultados de busca, porque:

Figura 2- Dados sobre buscadores


Turchi (2012)

Search Engine Optimization de acordo com Souza (2014) refere-se ao método de otimizar uma ou mais páginas de um site com a finalidade de que estas fiquem bem localizadas na lista dos resultados de pesquisas feitas em site de busca como Google e Yahoo. Utilizando das práticas de SEO, seu site ficará bem posicionado nos resultados e fará com que as pessoas cheguem até você ao realizarem suas buscas na Internet.

Souza (2014) diz que há três principais tipos de busca realizados pelos usuários, são eles:

Busca navegacional: o usuário escreve diretamente no buscador o nome da empresa. Geralmente os usuários não se recordam do endereço exato da empresa e usam mecanismo de busca como um atalho pesquisando pelo nome da empresa ou marca.

  • Busca informacional: o usuário pesquisa sobre qualquer tema, por exemplo, "marketing digital”.

  • Busca Transacional: o usuário estabelece em sua busca a ação que deseja efetuar, por exemplo, “Comprar utensílios para cozinha".

Contudo o SEO sozinho não garante a obtenção dos primeiros lugares nas páginas de resultados. O posicionamento de cada página ou site depende de seu destaque em relação a determinado assunto, que é definido através de algoritmos que servem para definir a importância da página ou site. O Google PageRank é um dos principais que utiliza o sistema de pontuação de zero a dez. Os que apresentam a maior pontuação aparecem em primeiro nas páginas de busca. Alguns critérios utilizados são:

• quantidade e qualidade dos links que direcionam para aquele site, e se eles possuem relação com o tema abordado;

• relevância do site para o tema pesquisado, ou seja, se o conteúdo é importante e pertinente.

• vida útil do site, ou seja, quanto tempo está no ar determinado domínio (nome do site e endereço na Internet);

• as palavras-chave usadas dentro do site (exemplo: no caso de uma imobiliária as palavras-chaves poderiam ser casas à venda, apartamentos para alugar, apartamentos com três dormitórios, terrenos etc.).

3.8. Links Patrocinados

Os links patrocinados são uma boa opção para as empresas que desejam ter uma boa visibilidade na primeira página da busca, geralmente utilizado para aqueles que necessitam de resultados mais imediatos. São anúncios pagos, que se forem criativos, há boas chances de trazer resultados positivos para a empresa. Podem e devem ser utilizados como uma forma de complementar o trabalho realizado pela otimização de busca. Os anúncios são feitos nas páginas relacionadas ao assunto em que foi procurado. É preciso escolher as palavras-chave que são compradas nos sites de busca, se a palavra selecionada for pouco procurada pelos usuários, custará mais barato, logo quanto mais procurada a palavra for, mais alto será seu preço.

3.9. Social Media Optimization- SMO

O Social Media Optimization nas palavras de Telles (2015) “é um conceito que visa programar mudanças para otimizar um site de modo que ele seja mais facilmente linkado, mais visível em pesquisas de mídia social em motores de busca personalizados.” Complementa ao dizer que é um conjunto de técnicas que geram publicidade por meio da mídia social, comunidades online e sites de comunidade. É a combinação das mídias tradicionais, marketing e search engine marketing de mídia social.

Para começar a usar o SMO de uma forma coerente e eficaz, é iniciar com o publico alvo da sua empresa e definir que tipo de relacionamento pretende-se desenvolver com eles, especialmente fundamentado nas informações que eles estão recebendo de sua organização, como se envolver com essa informação e com os outros, e por fim, para o que eles estão prontos.

O foco do Social Media Optmization está voltado para aumentar o tráfego provindo de outras fontes de motores de busca. SMO é uma estratégia para empresas que se importam com sua presença online, é uma parte integrante de uma gestão da reputação online. Fazer com que o usuário navegue pelas diversas mídias sociais da marca proporciona uma experiência marcante ao usuário, além de promover backlinks relevantes para o site da empresa.

3.9.1. Dicas e ferramentas para SMO e monitoramento de mídias sociais

Ao implementar o SMO para otimização de um site para que este torne-se mais atrativo e tenha mais visibilidade deve-se atentar aos seguintes aspectos:

Aumentar a linkabilidade: A primeira e a mais fundamental prioridade para websites otimizados para os mecanismos de busca, como o Google. Para otimizar um site de mídias sociais, precisamos aumentar sua linkabilidade do conteúdo.

Utilizar o bookmarking de mídias sociais em seu site: Implemente recursos de conteúdo, como botões de atalho para compartilhar, é uma maneira de tornar o processo de bookmarking e tagging.

Incentivar o teor de cocriação: É válido ser mais aberto e permitir comentários em seu site. Como por exemplo, o YouTube que fornece o código para recortar a e colar para que possa encaixar os vídeos outros sites.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Engajamento, participar e juntar-se a conversa: A melhor maneira de otimizar seu conteúdo deve ser a partir do envolvimento em conversações com a comunidade que serve para gerar conteúdo relevante. Participando mais, você criará consciência valiosa e prolonga o seu buzz. O marketing nas mídias sociais deve monitorar conversar relevantes na internet. Esse monitoramento proporciona grandes vantagens competitivas. As pessoas estão falando das marcas via redes sociais, blogs, microblogs, e saber o que eles estão dizendo são fundamentais. As discussões influenciam atitudes e comportamentos e mostram com destaque nos resultados de pesquisa tudo o que afeta o seu negócio.

3.10. Marketing Viral

Torres (2010) diz que o marketing viral é uma estratégia poderosa que permite alcançar muitos usuários na internet na propagação de sua mensagem. Através de um conjunto de ações de marketing digital que objetivam criar repercussão, denominado buzz, o boca-a-boca, geram uma grande repetição da mensagem que a empresa pretende divulgar para milhares de pessoas.

O marketing viral pode ser definido como o resultado de estratégias que levam as pessoas a retransmitirem mensagens para membros da sua rede de contato. O termo viral está ligado ao fato da capacidade de repassar a mensagem de forma rápida para um grande número de pessoas.

Turchi (2012) complementa ao dizer que o marketing viral se refere às técnicas de marketing que visam explorar as redes sociais já existentes para produzir aumentos exponenciais em reconhecimento da marca. O marketing viral vem se tornando cada vez mais popular devido à simplicidade de se executar, o seu custo ser relativamente baixo e possui um feedback rápido. Sendo assim seu maior benefício é a sua eficiência em captar uma grande quantidade de potenciais clientes, com um custo pequeno.

Um exemplo de marketing viral foi da marca de chocolate Cadbury que fizeram um vídeo onde um gorila contente tocava bateria ao som de uma música famosa, o produto só é mencionado no final. É uma mensagem divertida e engraçada que os internautas repassam aos seus contatos e amigos.

Figura 3 - Exemplo de marketing viral: campanha do chocolate Cadbury.


Fonte: Turchi (2012)

Ser criativo, ter um bom conhecimento dos valores e comportamento do seu consumidor são aspectos importantes para se elaborar uma ação de marketing viral efetiva. As ações virais irão criar uma maior visibilidade para as empresas, criando um diferencial competitivo.

3.11. Mobile Marketing

Mobile Marketing são ações que utilizam o celular como veículo ou mídia para divulgação de produtos ou serviços, atividades de relacionamento com o cliente, são as estratégias e campanhas de marketing e comunicação na palma da mão das pessoas (Turchi, 2012).

A cada dia que passa o celular está mais presente na vida das pessoas, principalmente na geração Y, jovens com idades entre 14 e 25 anos, que utilizam o aparelho não apenas para falar com amigos e parentes, como também para filmar, fotografar, enviar fotos, jogar, ouvir música, transferir dados, enviar mensagens instantâneas, e uma série de outras tarefas. E o mobile marketing tem muita sinergia com esse público por ser rápido, seletivo, com alta capacidade de segmentação, e, ainda, por requerer baixo investimento.

Para ilustrar bem como o mobile marketing vem sendo utilizado, em setembro de 2010, o Grupo Pão de Açúcar lançou o Pão de Açúcar Delivery nas plataformas mobile Android, iPhone, iPod touch e iPad. O aplicativo foi desenvolvido pela Pontomobi, agência especializada em mobile marketing, com o objetivo de compor a estratégia da marca e criar um vínculo mais próximo com o consumidor. Com isso, os usuários passaram a ter acesso a funcionalidades e serviços que eles já́ encontravam por meio do site, como buscas de produtos, listas prontas, listas personalizadas, receitas e ultimas compras realizadas, além de localizador para encontrar a loja do Pão de Açúcar mais próxima.

A grande vantagem desse tipo de publicidade é chegar, literalmente, às mãos do consumidor, estar onde ele está. Dentro dessa perspectiva, as últimas tendências são a utilização das ferramentas de geolocalização, como o caso do Pão de Açúcar e direcionamento de ofertas de acordo com a região onde o usuário está. Com o rápido crescimento do mercado de smartphones percebe-se cada vez mais como esse meio vem se fortalecendo como um canal de comunicação um para um sendo bem aproveitado para veiculação de publicidade e campanhas de marketing.

Figura 4 - Exemplo de Mobile Marketing


Fonte: Turchi (2012)

3.12. Pesquisa Online

A pesquisa online consiste em utilizar das informações que se encontram na web para traçar uma estratégia digital para a empresa. Nesse sentido Torres (2010, p.34) define a pesquisa online como o “conjunto de ações de marketing digital que visam conhecer melhor o consumidor, o mercado, a mídia e os concorrentes que afetam o seu negócio”. Diferentemente da pesquisa do marketing tradicional onde se utiliza questionários para obter opiniões dos clientes, a pesquisa online utiliza-se de informações que já se encontram nas mídias sociais.

Torres (2010) ainda define cinco passos para as empresas programar a pesquisa online. O primeiro passo é definir perguntas essenciais, que quando respondidas criam um diferencial competitivo para os negócios da empresa. O segundo passo é definir as fontes, ou seja, definir quais sites, blogs, redes sociais que podem servir como fonte de informação para a pesquisa. O terceiro passo será definir as mídias nas quais a empresa pretende coletar textos, imagens ou vídeos. Em seguida devem-se definir as palavras- chave, para que as empresas possam buscar as informações para a pesquisa nas mídias sociais. E por fim implementar a pesquisa utilizando dos outros passos citados anteriormente, obtendo as respostas e analisando os resultados obtidos.

Outro ponto importante é pesquisar os concorrentes, através de seus respectivos sites e entender o que eles estão fazendo na Internet, suas ações de marketing digital e seu posicionamento nos sites de busca.

3.13. Monitoramento Online

Nas palavras de Torres (2010, p.41) “O monitoramento é o conjunto de ações de marketing digital que visam acompanhar os resultados das estratégias e ações visando aprimorar o marketing e sua eficiência”. Através do monitoramento as empresas conseguem “monitorar” seus sites, blogs e quaisquer outras ações de marketing digital, aperfeiçoando as que não estão trazendo resultados e reforçando as que estão. Deve-se monitorar para medir os resultados e aprender com eles.

No marketing de conteúdo monitorar cada postagem que for feita, já nas mídias sociais monitorar a origem das visitas. Em ações de e-mail marketing pode-se implementar um ponto de monitoramento com a finalidade de saber quais e-mails foram abertos e no marketing viral para ver o número de downloads, exibições ou cliques. A ferramenta de monitoramento mais utilizada atualmente é o Google Analytics, que é gratuito.

O Google Analytics é um sistema gratuito de monitoramento de tráfego que pode ser instalado em qualquer site, loja virtual ou blog. Tem como finalidade saber quantos usuários acessam determinado site e como eles se comportam uma vez dentro do site. Os dados obtidos pelo Google Analytics permite a análise de campanhas de marketing online, pelo comportamento dos visitantes no site, e assim averiguar se houve retorno ou não, e o que pode ser feito para corrigir o problema.

Com os recursos disponíveis no Google Analytics é possível obter diversas informações que auxiliam no processo de gerenciamento de decisões na web, entre eles: o número total de visitantes e visitantes que retornam ao site; origens do tráfego, ou seja, de onde vêm os acessos que chegam a um site; quais as metas traçadas por um site foram completadas; quais as campanhas de marketing que geraram um maior retorno; quais as ações nas redes sociais trouxeram maior acesso e também resultados de e-commerce.

4. METODOLOGIA DE PESQUISA

A metodologia de pesquisa que foi utilizada no presente trabalho de conclusão de curso foi uma combinação dos métodos quantitativos e qualitativos. A pesquisa quantitativa significa transformar opiniões e informações em números para possibilitar a classificação e análise. Exige o uso de recursos e de técnicas estatísticas. Para Richardson (1989), esta modalidade de pesquisa caracteriza-se pelo emprego da quantificação desde a coleta das informações até a análise final por meio de técnicas estatísticas, independente de sua complexidade. Já no tipo de pesquisa qualitativa Gil (2002) afirma que o ambiente natural é a fonte direta para a coleta de dados e o procedimento e seu significado é o centro principal desta abordagem. No caso deste estudo almejou-se observar as estratégias de marketing digital adotas pela empresa.

A presente pesquisa é de caráter descritivo, caracterizado por descrever características fundamentais de determinadas situações, o pesquisador procura conhecer e interpretar a realidade, sem nela intervir para modifica-la, além de narrar o que e por que acontece um determinado fenômeno.

Para atingir o objetivo proposto pela pesquisa os métodos de pesquisa que foram utilizados foram o survey por meio de questionário e pela pesquisa documental. De acordo com Mello (2013) o survey é um método de coleta de informações diretamente de pessoas a respeito de suas ideias, sentimentos, saúde, planos, crenças e de fundo social, educacional e financeiro. Esse método será utilizado com a finalidade de identificar o perfil do público da Nerdstore, os motivos que os levaram a ser consumidor da marca e nível de satisfação em relação as ferramentas usadas pela marca. O universo da pesquisa que foi analisado foi os seguidores das páginas da marca nas principais mídias sociais, foi considerado uma população de 131.000 pessoas, com erro amostral de 5%, um nível de confiança de 90% a amostra necessária foi de 271 pessoas, sendo recolhidas 285 respostas . A respeito à pesquisa documental foi utilizada ao se analisar dados já disponíveis na internet, observando-se as estratégias de marketing digital da empresa via mídias sociais, e-mail, etc. Dessa forma será traçado um paralelo entre os dados coletados pelos métodos de pesquisa utilizados.

Os tipos de dados utilizados foram os primários e secundários. Segundo Mattar (2005), dados primários são aqueles que ainda não foram antes coletados. Eles são pesquisados com o objetivo de atender às necessidades específicas da pesquisa em andamento. Já os dados secundários são aqueles que já foram previamente coletados e ordenados.

Por fim os dados primários coletados através do programa Google Docs, foram analisados por meio de uma análise de tendência central e de frequência simples para que se possa analisar a receptividade das estratégias pelos consumidores. Após a análise foi redigido o presente relatório.

5. APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS RESULTADOS

5.1. Breve Histórico da empresa

A ideia nasceu em 2002 como um blog de humor. Na época, os sócios-fundadores, Alexandre Ottoni e Deive Pazos, trabalhavam como designer e administrador, respectivamente, e dedicavam apenas algumas horas ao projeto. A grande estreia veio, porém, em 2006, quando a dupla conhecida como Jovem Nerd e Azaghal passou a comandar o Nerdcast – podcast (arquivo digital de áudio transmitido através da internet) que trata de temas que vão de eventos históricos a filmes de super-heróis e histórias em quadrinhos. Hoje, o programa é um dos mais populares da internet, com uma audiência de 300 mil ouvintes por semana e prêmios nacionais e internacionais, como o de “Melhor Podcast do Mundo”. Na esteira do sucesso, outras ideias começaram a surgir. Depois de negociações com fornecedores e parceiros, nascia a Nerdstore, loja virtual de camisetas. A Nerdstore é um e-commerce varejista de artigos de vestuário e acessórios, equipamentos e suprimentos de informática, livros, jornais e revistas, brinquedos e artigos recreativos relacionados à cultura popular do mundo do entretenimento.

Atualmente a Nerdstore é um e-commerce referência no país sendo reconhecida pela sua qualidade tanto nos produtos quanto no serviço de entrega aos clientes.

Figura 5- Logo da marca


Fonte: www.nerdstore.com.br

5.2. Descrição dos Dados e Análise dos Resultados

A seguir os dados de pesquisa são apresentados e analisados de acordo com o rigor e método estatístico, ensejando a conclusão do estudo.

5.3. Mídias Digitais na empresa

A Nerdstore se encontra nas principais mídias sociais existentes, são elas o Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. As três primeiras plataformas citadas são usadas de maneira semelhante onde há a divulgação de seus produtos, com posts acompanhados por imagem e link que direciona para compra na loja virtual.

Figura 6- Divulgação de um novo produto via Instagram


Fonte: www.instagram.com/nerdstore_oficial

A Nerdstore utiliza uma linguagem mais informal e descolada para se comunicar com o público jovem, a maior parte de seus clientes, fazendo com que ele se identifique mais com a marca. As publicações que geram mais curtidas, compartilhamento e comentários não são aquelas que promovem a venda diretamente e sim postagens relacionadas ao perfil dos consumidores no caso o mundo geek, por exemplo, temas referentes a filmes e séries recentemente lançadas, como podemos notar nas figuras 6 e 7 sobre o filme Thor: Ragnarok e o seriado Stranger Things.

No Facebook a fanpage possui cerca de 212.000 curtidas e no Instagram 137.000, porém pode-se observar que o nível de engajamento dos usuários no Instagram é muito maior que no Facebook. Enquanto uma mesma imagem postada que estimula a interação do cliente, no Facebook rendeu 320 curtidas e 11 comentários, no Instagram foram 3.581 curtidas e 281 comentários.

Figura 7- Exemplo do conteúdo postado no Facebook


Fonte: www.facebook.com/nerdstore

Figura 8- Exemplo do conteúdo postado no Facebook


Fonte: www.facebook.com/nerdstore

Já no twitter (@Nerdstore) a marca possuir 61.500 seguidores e funciona de forma semelhante às outras duas redes sociais, porém ela é mais voltada como um canal de comunicação com os clientes, que recebem respostas para suas dúvidas por meio dos tweets e também buscam solucionar problemas enfrentado pelos clientes (Figura 8). Além de compartilhar na sua página tweets de clientes satisfeitos, elogiando a loja ressaltando a rapidez na entrega e qualidade dos produtos, relatando a experiência positiva que foi comprar nesse e-commerce. De tal forma um usuário que ainda não realizou uma compra na Nerdstore acaba sendo encorajado a fazer, sendo motivado pelas experiências positivas de outros clientes.

Figura 9- Relacionamento com o cliente via Twitter


Fonte: www.twitter.com/nerdstore

A marca se faz presente também no YouTube plataforma de distribuição digital de vídeos pelo do canal Jovem Nerd, nome do site que posteriormente deu origem ao e-commerce. Por meio desse canal são publicados vídeos duas vezes por semana sobre todos os assuntos que permeiam seus produtos: cinema, séries, jogos eletrônicos, jogos de tabuleiro, tecnologia e internet. Os vídeos apresentam uma linguagem informal, onde os apresentadores informam e discutem assuntos de forma espontânea e com um tom de humor, que agregam conhecimentos extras e promovem discussões entre os usuários pelos comentários. O canal possui 1.885.000 de assinantes, com uma média de visualização de 300.000 e 500 comentários por vídeo publicado.

Figura 10- Vídeo publicado via Youtube


Fonte: www.youtube.com/jovemnerd

5.4. E-mail marketing

A Nerdstore utiliza o e-mail marketing como forma de newsletter enviando boletins informativos para os clientes como forma de lembrar e mantê-los atualizados sobre informações e novidades, como por exemplo, e-mails avisando que um produto que estava fora de estoque agora esta disponível e promoções. Para um bom uso do e-mail marketing, a empresa utiliza de ferramentas de como a AllInMail onde é instalada uma tag na loja virtual, a plataforma é capaz de capturar e monitorar os comportamentos dos usuários opt-in no e-commerce. Dessa forma um algoritmo de recomendação processa todos os dados e possibilita que a empresa envie campanhas automáticas para os usuários que navegaram em páginas de produto, efetuaram compras recentes e que são clientes fiéis da marca. Essa técnica é denominada de e-mail remarketing, uma solução capta o comportamento do usuário no site e possibilita o envio de comunicações automatizadas e personalizadas, oferecendo ao cliente o produto certo e na hora certa. Consequentemente trazendo vantagens como uma alta taxa de cliques, facilidade em converter as vendas e estabelece um marketing de relacionamento mais eficaz através de estratégias mais assertivas e persuasivas.

5.5. Marketing em buscadores

Observa-se que a Nerdstore está no topo das primeiras páginas dos principais sites de busca como o Google e o Yahoo. Considerando os principais tipos principais de busca na busca navegacional ao se pesquisar o nome da loja diretamente no buscador a Nerdstore aparece em forma de link patrocinado no primeiro resultado e em segundo do site do e-commerce sem ser patrocinado e as redes sociais da marca. Ao se fazer uma busca transacional onde se estabelece a ação que deseja efetuar, no caso “comprar camisas geek/nerd” ou “comprar acessórios geek” a Nerdstore novamente aparece no topo, como podemos ver na figura 9, são resultados orgânicos, ou seja, são estabelecidos pelos sites de busca de acordo com nível de relevância e autoridade que apresentam sempre focados na qualidade de experiência do usuário. Alguns fatores que influenciam a Nerdstore aparecer no topo dos resultados se explica pelo fato da relevância do site para o tema pesquisado por meio de um conteúdo importante e pertinente, e os links que direcionam para o site possui relação com o tema pesquisado. Desse modo o site fica bem pontuado no Google PageRank por exemplo, que o avalia por esses critérios citados e outros mais.

Figura 11-SEO


Fonte: Google

5.6. Análise dos Dados

Gráfico 1 - Sexo


Fonte: Dados da pesquisa

O sexo dos entrevistados totalizou 70,5% de um público masculino contra 29,5% de femininos. Esses números condizem com a cultura geek do país e mundial caracterizado pela maioria de homens e uma parcela menor de mulheres, mas que aos poucos vêm se destacando cada vez mais.

Gráfico 2 - Idade


Fonte: Dados da pesquisa

A idade dos pesquisados, foi em sua maioria, de 21 a 25 anos, representando 62,3% do público. Em seguida usuários de 26 a 30 anos sendo 19,7% do total. O público de até 20 anos foi de 13,1% e de 31 a 40 anos apenas 4,9%. Tais resultados refletem também no perfil geek e do público presente nas redes sociais por onde o questionário foi divulgado.

Gráfico 3- Escolaridade


Fonte: Dados da pesquisa

Podemos observar que pelo fato da maior parte do público da Nerdstore ser de jovens adultos, 57,4% possui o nível superior incompleto se encontrando no processo de ainda se formar em uma universidade. 26,2% já possuem o nível superior completo, seguindo de 13,1% de pessoas que possuem o ensino médio completo ou incompleto e por fim 1,6% para ensino fundamental completo ou incompleto e pós-graduado respectivamente.

Gráfico 4- Renda Mensal


Fonte: Dados da pesquisa

O gráfico quatro nos mostra a renda mensal dos entrevistados e os dados obtidos foram de que 29,5% possui uma renda de R$937,00 a R$2811,00 e 14,8% até R$937,00. Muito se deve ao fato de o público ainda estar no seu primeiro trabalho ou estágio. O restante dos resultados foram 18% entre R$2811,00 a R$5622,00; 19,8% R$5622,00 a R$8433,00 e 18% mais de R$8433,00. Esses últimos dados devem-se ao fato de alguns dos entrevistados poderem ter considerado a renda familiar total para responder à pergunta.

Gráfico 5- Mídias Sociais mais utilizadas


Fonte: Dados da pesquisa

Após caracterizar o perfil do público da Nerdstore buscou-se analisar as mídias sociais que os entrevistados mais utilizam para acompanhar a Nerdstore, e as respostas obtidas foram o Instagram em primeiro com 42,6% das respostas, em segundo o Facebook com 36,1%, em terceiro o YouTube com 14,8% e por último o Twitter com 6,6%. Apesar de o Facebook ser a rede mais utilizada pelos brasileiros, nota-se a grande importância que o Instagram vem conquistando principalmente entre o público mais jovem, devido à facilidade de uso do aplicativo via smartphones onde estão mais conectados a internet.

Gráfico 6 – Motivos que levaram a seguir a Nerdstore


Fonte: Dados da pesquisa

Quando perguntados os motivos que levaram o usuário a seguir as mídias sociais da Nerdstore a resposta mais escolhida foi “O conteúdo das redes sociais da marca ser de meu interesse” com 41% das respostas. Em seguida com 27,9% segue as redes para acompanhar novos lançamentos e promoções; 18% por serem consumidores da marca; 9,8% pela interação da marca com o consumidor e 3,3% apreciam a marca mesmo não sendo consumidor. O marketing de conteúdo é importante para atrair a atenção e conquistar o consumidor online como relatado por Torres (2010). Podemos relacionar ainda com primeira etapa do inbound marketing onde o consumidor foi atraído pela marca devido a um conteúdo de qualidade.

Gráfico 7- O que valorizam nas redes sociais


Fonte: Dados da pesquisa

Ao se questionar sobre “O que você valoriza nas redes sociais da Nerdstore” 47,5% respondeu que valoriza o conteúdo postado relacionado ao mundo geek; 34,4% valorizam o bom humor na comunicação das postagens; 9,8% valorizam as informações sobre promoções e lançamentos e 8,2% a interação da marca com o usuário. O público alvo por passar horas conectados virtualmente usa as redes sociais para se entreter e como a Nerdstore utiliza de uma comunicação divertida e traz conteúdos e informações valorosas para eles.

Gráfico 8- Frequência de acesso as mídias sociais da Nerdstore


Fonte: Dados da pesquisa

Ao analisar o gráfico podemos observar que 45,9% dos entrevistados acompanham as mídias sociais da empresa de 3 a 5 vezes por semana, 39,3% acompanha diariamente, 13,1% somente uma vez por semana e apenas 1,6% raramente acompanha. Isto mostra a capilaridade e fidelização alcançada pelas ações digitais da empresa, levando o usuário a voltar frequentemente às páginas da marca buscando mais informações, conteúdo ou interação.

Gráfico 9- Nível de satisfação com as imagens postadas


Fonte: Dados da pesquisa

Gráfico 10- Nível de satisfação com o conteúdo disponibilizado


Fonte: Dados da pesquisa

As perguntas dos gráficos 9 e 10 buscaram medir o nível de satisfação dos clientes em relação às imagens postadas nas redes sociais e também o conteúdo que a marca gera como vídeos e podcasts. Sobre as postagens nas redes sociais 63,9% responderam estarem muito satisfeitos e 36,1% estão satisfeitos. No quesito do conteúdo disponibilizado 70,9% estão muito satisfeitos e 29,5% estão satisfeitos. Isso demonstra, mais uma vez, que a Nerdstore sabe trabalhar muito bem o marketing de conteúdo divulgando um conteúdo produtivo e pertinente, conquistando o consumidor e gerando uma relação de confiança que impulsionará a conversão em vendas posteriormente.

Gráfico 11- Lealdade à empresa


Fonte: Dados da pesquisa

Buscou-se analisar se a interação do consumidor com a marca nas redes sociais influencia a lealdade dele à empresa. 68,9% responderam que sim, 23% talvez e 8,2% que não. Como a Nerdstore está presente nas principais plataformas, está sempre solucionando os problemas dos clientes de maneira rápida e eficiente, sanando dúvidas e interagindo de maneira interativa mantendo uma conversa pública com os clientes. Desse modo o consumidor se sente mais confortável em criar um relacionamento com a empresa Souza (2014). E o engajamento nas redes sociais se encaixa na última etapa do inbound marketing referente à fidelização, os usuários se sentem apreciados com a marca e consequentemente passal a divulga-la para outros reiniciando o ciclo.

Gráfico 12- Já comprou influenciado por anúncio nas redes sociais


Fonte: Dados da pesquisa

Em seguida foi indagado se os entrevistados já efetuaram alguma compra da marca influenciado por anúncio nas redes sociais onde 75,4% respondeu que sim e 24,6% que não. Resultado de um bom posicionamento da marca nas principais redes que consegue atrair e converter clientes a compra.

Gráfico 13- Assina o newsletter via e-mail.


Fonte: Dados da pesquisa.

Gráfico 14- Satisfação com os e-mails recebidos


Fonte: Dados da pesquisa.

Os gráficos 13 e 14 referem-se às perguntas: assinam o newsletter do site a fim de receber informativos de promoções e lançamentos dos produtos da loja e se estão satisfeitos com os e-mails recebidos. 59% recebem os e-mails enquanto 49% não recebem. Dos 59% que assinam o newsletter 58,3% dizem estar satisfeitos com os informativos recebidos, 31,3% estão satisfeitos, 8,3% pouco satisfeitos e 2,1% insatisfeito. Esse alto nível de satisfação era esperado, uma vez que a Nerdstore sabe segmentar bem que tipo e-mail veicular para cada tipo de cliente, trazendo informações relevantes para eles. O e-mail marketing se faz presente na terceira e quarta etapa do inbound marketing como proposto por Peçanha (2015) o cliente que recebe newsletter exclusiva e mensagens personalizadas faz com que a marca fique bem posicionada em sua mente e futuramente retornará a comprar e recomendar para outras pessoas. Oferecendo ofertas exclusivas e formulários de satisfação são essenciais para assegurar a satisfação dos clientes.

Gráfico 15- Se o conteúdo é relevante para manter uma relação mais próxima ao cliente


Fonte: Dados da pesquisa

Por último foi observado se o conteúdo gerado pela Nerdstore é relevante para manter uma relação mais próxima ao cliente. 57,4% consideraram que sim, sempre; 41% na maior parte das vezes e 1,6% ás vezes, evidenciando assim que a empresa entende bem o seu público, oferecendo um conteúdo relevante que cativa e aproxima emocionalmente o cliente a marca se tornando um fã altamente fidelizado.

Em seguida as variáveis de perfil foram cruzadas para analisar se há diferenças nas percepções e perceberam-se as seguintes variações.

Tabela 1- Cruzamento Sexo x Motivo que levou a seguir as redes

Sexo

O conteúdo das redes sociais ser de meu interesse.

Interação frequente da marca com o consumidor.

Ser consumidor da marca.

Apreciar a marca, mesmo não sendo consumidor.

Acompanhar novos lançamentos, promoções, etc.

Total

Masculino

96

19

38

5

43

201

Feminino

18

9

18

4

35

84

Fonte: Elaborada pelo autor

De acordo com a Tabela 1 podemos notar que entre o público masculino o principal motivo de seguirem as redes sociais da Nerdstore é devido ao conteúdo ser interessante representando 47,62%, enquanto no público feminino acompanhar novos lançamentos e promoções é o motivo que as levaram a seguir a marca sendo 42% das respostas desse sexo.

Tabela 2- Cruzamento Sexo x Rede social mais utilizada

Sexo

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Total

Masculino

62

19

86

34

201

Feminino

40

0

35

9

84

Fonte: Elaborada pelo autor

Ao cruzar o sexo dos entrevistados com a principal rede que utilizam para acompanhar a Nerdstore observa-se que 42,86% dos homens utilizam mais o Instagram. Por outro lado o sexo feminino prefere o Facebook representando 47,37% desse público.

Tabela 3- Cruzamento Idade x Rede social mais utilizada

Idade

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Total

Até 20 anos

5

5

18

9

37

21 a 25 anos

70

14

61

33

178

26 a 30 anos

23

0

33

0

56

31 a 40 anos

5

0

9

0

14

40+

0

0

0

0

0

Fonte: Elaborada pelo autor

Observa-se na tabela 3 que o pessoal de 21 a 25 anos preferem utilizar o Facebook, enquanto os usuários de 26 a 30 anos estão mais presentes no Instagram e a pequena parcela dos consumidores de 31 a 40 não preferem nem o Twitter e nem o YouTube.

Tabela 4- Cruzamento Idade X Frequência

Idade

Diariamente

3 A 5 VEZES POR SEMANA

1 VEZ POR SEMANA

RARAMENTE

TOTAL

Até 20 anos

9

14

14

0

37

De 21 a 25 anos

66

93

14

5

178

De 26 a 30 anos

37

19

0

0

56

Mais de 40 anos

0

0

0

0

0

Fonte: Elaborada pelo autor

Por fim foi na Tabela 4 foi analisado a idade em relação a frequência de acesso as redes sociais da Nerdstore e evidenciou que na faixa etária de 21 a 25 a maioria dos entrevistados costumam acessar de 3 a 5 vezes por semana, já 66,6% do público de 26 a 30 anos frequentam diariamente as páginas da marca.

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS

A revolução na comunicação provocada pela Internet, principalmente a partir da web 2.0 o marketing digital tornou-se fundamental para as empresas obterem sucesso nesse meio. Diante de um cenário de mercado altamente competitivo alicerçado em tecnologia, inovação e sustentabilidade percebe-se claramente que mesmo com as mudanças de conceitos e estratégias de marketing, o consumidor prevalece como o principal ator do processo.

De acordo com os objetivos propostos por esse estudo, foi possível analisar as ferramentas de marketing digital da Nerdstore, verificando como é utilizado para intensificar a relação com seus clientes e torna-los fiéis a marca. Com relação às ferramentas utilizadas destaca-se o marketing de conteúdo e a interação da marca com o cliente via mídias sociais. Através do questionário aplicado aos consumidores da marca ficou claro que o fator motivador que os atraiu a Nerdstore é o conteúdo produzido disponibilizado nas mídias em que se encontram, tornando um relacionamento mais fidelizado. Os consumidores valorizam também a participação ativa da empresa nas redes sociais, mantendo uma conversa contínua com o público, resolvendo problemas e sanando dúvidas.

A interatividade com o usuário está sendo trabalhado cada vez mais em ambientes online com o objetivo de passar uma comunicação que possa fidelizar o consumidor, fazendo com que o mesmo se sinta convidado a voltar mais vezes à página e consumir o conteúdo publicado gerando mais vendas.

Em suma, a relação construída entre o cliente e a marca Nerdstore por meio do conteúdo oferecido, junto a outras experiências proporcionadas pela interação entre o cliente e a Nerdstore, parecem elevar o sentimento de satisfação, estabelecendo-se aí um círculo virtuoso que leva à lealdade do cliente.

6.1. Contribuições, limitações do estudo e recomendações.

O presente trabalho pode ser de interesse para todos que buscam aprofundar nessa área do marketing que vem ganhando importância cada vez mais, e que possam aplicar o que foi aprendido em seus respectivos negócios. As limitações do estudo foi não ter conseguido fazer uma entrevista aprofundada com o gerente de marketing da Nerdstore a fim de buscar mais informações sobre o gerenciamento das atividades do marketing digital, então se recomenda para futuros estudos nessa área buscar mais informações diretamente com os funcionários da empresa.

7. REFERÊNCIAS

PEÇANHA, V. O que é Inbound Marketing?. 2015. Disponível em:http://marketingdeconteudo.com/o-que-e-inbound-marketing. Acesso em: 16 mar. 2017.

ROCKCONTENT. Inbound Marketing 2.0 o futuro do marketing já chegou. Disponível em: goo.gl/YKsKLL. Acesso em 20 de março de 2017.

SANTOS, Alex Rosário. A influência do marketing digital na decisão de compra do consumidor brasileiro. Monografia apresentada ao curso de graduação da Faculdade AGES Omo um dos pré-requisitos para a obtenção do título de bacharel em administração. Parapiranga, 2010.

SOUZA, Bruno. Startup Marketing: marketing digital para triunfar na internet. Startup 101 – 2014

TELLES, André. A revolução das mídias sociais. São Paulo: M.Books, 2012.

TORRES, Cláudio. A bíblia do marketing digital: tudo o que você queria saber sobre marketing e publicidade na internet e não tinha a quem perguntar. São Paulo: Novatec, 2010.

TURCHI, Sandra. Estratégias de marketing digital e e-commerce. São Paulo: Atlas, 2012.

VARANDA, L. I. A. Inbound Marketing: Estudo sobre a percepção da credibilidade da fonte em consumidores online. 2010. 118 f. Tese( Mestre em Marketing)- Iscte Business School, Instituto Universitário de Lisboa, Lisboa, 2010.

VAZ, C. A. Os 8 Ps do Marketing Digital – o seu guia estratégico de marketing digital. São Paulo: Novatec, 2011.

8. APÊNDICE

Apêndice A- Questionário aplicado aos seguidores da marca Jovem Nerd nas redes sociais.

1. Em quais redes sociais você mais utiliza para acompanhar a Nerdstore?

a) Facebook

b) Twitter

c) Instagram

d) YouTube

2. Quais os motivos te levaram a seguir as mídias sociais da Nerdstore?

a) O conteúdo das redes sócias da marca ser de meu interesse

b) Interação frequente da marca com o consumidor

c) Ser consumidor da marca

d) Apreciar a marca, mesmo não sendo consumidor.

e) Acompanhar novos lançamentos, promoções, etc.

3. Com que frequência você acompanha as mídias sociais da Nerdstore?

a) Diariamente

b) 3 a 5 vezes por semana

c) 1 vez por semana

d) Raramente

4. O que você valoriza nas redes sociais da Nerdstore?

a) Conteúdo relacionado ao mundo geek

b) Informações sobre promoções e lançamentos

c) Interação com o usuário

d) Bom humor na comunicação

5. Qual seu nível de satisfação com as imagens postadas nas redes sociais?

a) Muito satisfeito

b) Satisfeito

c) Pouco satisfeito

d) Insatisfeito

6. Qual seu nível de satisfação com o conteúdo gerado pelo grupo Jovem Nerd/ Nerdstore ( Vídeos, podcasts,etc)

a) Muito satisfeito

b) Satisfeito

c) Pouco satisfeito

d) Insatisfeito

7. A sua interação com a marca nas redes sociais influencia sua lealdade à empresa?

a) Sim

b) Não

c) Talvez

8. Já comprou algum produto da marca influenciado por anúncio nas redes sociais?

a) Sim

b) Não

9. Assina o newsletter do site a fim de receber promoções via e-mail?

a) Sim

b) Não

10. Qual seu nível de satisfação com os e-mails recebidos?

a) Muito satisfeito

b) Satisfeito

c) Insatisfeito

d) Pouco satisfeito

11. Você considera que o conteúdo gerado pela Nerdstore são relevantes para manter uma relação mais próxima ao cliente?

a) Sim, sempre

b) A maior parte das vezes

c) Às vezes

d) Não, nuca

12. Qual seu sexo?

a) Masculino

b) Feminino

c) Outro

13. Qual sua idade?

a) Até 20 anos

b) De 21 a 25 anos

c) De 26 a 30 anos

d) De 31 a 40 anos

e) Mais de 40 anos

14. Qual seu nível de escolaridade?

a) Ensino fundamental completo ou incompleto

b) Ensino médio completo ou incompleto

c) Superior Incompleto

d) Superior Completo

e) Pós-Graduado

15. Qual sua renda mensal?

a) Até R$937,00

b) De R$937,00 a R$2811,00

c) De R$2811,00 a R$5622,00

d) De R$5622,00 a R$8433,00

e) Mais de R$8433,00


Publicado por: Guilherme Costa Reis Faria

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Monografias. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.