Whatsapp

Modelo de Gestão: Potencialidades para um clube de futebol

Administração e Finanças

Estudo sobre como a administração de um clube pode influenciar em algumas rotinas e cumprimentos de obrigações

índice

1. RESUMO

Este artigo busca analisar e demonstrar, como a administração de um clube pode influenciar em algumas rotinas e cumprimentos de obrigações. Foi utilizado a pesquisa quantitativa entre 6 (seis) clubes de futebol e que estão ou na principal divisão do maior campeonato do pais ou mesmo sem divisão e correntes da sua região de origem, para assim pontuar como cada clube com sua estrutura, controlam suas obrigações em cumprimento a uma determinada legislação ou fiscalização. O propósito principal é focar em como a administração consciente e eficaz, pode refletir e simples procedimentos e que podem com certeza influenciar no campo, onde é o propósito final destes clubes, alcançarem a Vitória do jogo ou mesmo do campeonato.

Palavras-chave:  Gestão; Governança;Transparência

ABSTRACT

This article seeks to analyze and demonstrate, how a club's administration can influence some obligations and routines. Quantitative research was used between 6 (six) football clubs and that are either in the main division of the largest league championship in the country or even without division and currents of their region of origin, so as to score as each club with its structure, control its obligations in compliance with a specific legislation or inspection. The main purpose is to focus on how the management conscious and effective, can reflect and simple procedures and that can certainly influence in the field, where is the final purpose of these clubs, achieve Victory of the game or even the championship.

Key Words:  Management; Governance; Transparency

2. INTRODUÇÃO

O futebol foi trazido ao Brasil em 1894, através de Charles Miller, que após uma viagem a Inglaterra trouxe duas bolas na mala e um conjunto de regras.

Em 1914, foi criada a Confederação Brasileira de Desportos, sendo substituída em 1979, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade responsável pela administração do futebol brasileiro até os dias atuais, tornando-se o esporte mais querido e popular em todas as camadas sociais, se diferenciando das demais atividades econômicas, pois age diretamente com a emoção, desempenhando não somente papel econômico como de inclusão social.

Apesar de todo cenário lúdico, o futebol se transformou em um negócio altamente lucrativo, com uma movimentação financeira vultosa, desde a venda de um simples ingresso a negociações bilionárias de atletas, resultando uma fonte de recursos importante para o país, através do recolhimento de impostos sobre a receita.

Mesmo sendo um negócio altamente lucrativo a situação financeira dos clubes de futebol é bastante complicada decorrente do amadorismo e má administração dos seus dirigentes com dívidas elevadas, principalmente com o Estado, havendo a necessidade de reestruturação das instituições esportivas, surgindo desse modo à tentativa de construir metodologias satisfatórias que pudessem colocar a gestão desse tipo de organização em perspectiva de modernidade e transparência.

Neste contexto questiona-se: Qual o perfil de uma gestão esportiva de futebol para atender as exigências deste mercado bastante diferenciado, um ramo de atividade bastante volátil?

Em 05 de Agosto de 2015, foi sancionada a Lei nº 13.155/15, conhecida como PROFUT - Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro, tendo como principal objetivo ajudar aos clubes a quitar suas enormes dívidas com a União.

Com a modernização do futebol ao logo do tempo e inclusive a partir da década de 90, com a Lei n.º 9.615/98, conhecida como Lei Pelé as exigências não estão limitadas a performance do clube de futebol dentro de campo. A gestão, controle de finanças e até escolha de presidentes estão a cada dia em evidência e com mudanças consistentes entre estes clubes[3].  

É pertinente destacar, que no Brasil, a ascensão financeira a partir de 90 modificou o futebol, com o início do patrocínio de grandes empresas privadas ou públicas como também na visibilidade televisiva, além destes fatores, os atletas de futebol começaram a entrar em um mercado altamente valorizado, com altos salários e benefícios. A ajuda na valorização do atleta, muito tem a ver com a própria valorização do futebol brasileiro, inclusive com referência do futebol europeu, que voltou seu olhar para a contratação destes jogadores.

Na própria década de 90 houve um aumento de empresas multinacionais ou nacionais que investiram em clubes brasileiros, como a exemplo do Santos e Cruzeiro com a patrocinadora Coca-Cola, Palmeiras com a Parmalat, Fluminense com a Hyundai, Atlético Mineiro com a TAM e o Esporte Clube Vitória com o Grupo Econômico.

O objetivo deste artigo é analisar o ideal modelo de gestão esportiva que atenda as mudanças e exigências ocorridas no esporte atualmente, visando a atuação de clubes para serem eficazes em todas as linhas, desde financeira, administrativa e gestão de futebol, principalmente para aqueles clubes que são empresas “sem fins lucrativos”, o que em linhas gerais demostra que o clube não possui um dono efetivamente.

Este artigo foi subdividido em duas subáreas para melhor discussão da temática a ser abordada. São estas: Modelo de gestão e governança corporativa.

3. TIMES – CAMPO DA PESQUISA

Para um melhor embasamento sobre o artigo, foi feita uma pesquisa de campo com seis clubes do futebol brasileiro, sendo que a escolha foi feita por dois clubes do campeonato baiano, dois clubes do campeonato gaúcho e dois clubes do campeonato carioca, afim de enriquecer o artigo com as informações necessárias para o proposito que iremos apresentar. Colhemos informações sobre a publicação de transparência destes clubes, como Demonstrações Financeiras, Lista de Sócios, Orçamento Anual, Estatuto ou Contrato Social e Código de Ética.

Todos os itens descriminados, estão dentro da política de governança cobrada pela (APFUT) Autoridade Pública de Governança do Futebol, que tem o papel de fiscalizar os clubes de futebol sobre o processo de transparência e boa gestão para a adequação e manutenção no (PROFUT) Programa de Mordenização da Gestão e Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro.

A pesquisa foi realizada com os clubes Esporte Clube Vitória e Esporte Clube Jacuipense da Bahia, América Futebol Clube e Clube de Regatas Flamengo do Rio de Janeiro, Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense e Grêmio Esportivo Brasil do Rio Grande do Sul.

Detalhamos em planilha ou gráficos, como estes clubes se adéquam as informações necessárias que devem estar presentes para conhecimento da sua torcida, dirigentes de clubes e aos órgãos competentes que administram o futebol.

4. MODELOS DE GESTÃO

Sabemos como o futebol brasileiro é emocionante e bastante mercadológico, com uma mídia atuante, retorno financeiro e isenções fiscais e trabalhistas. Qual organização não gostaria de ter uma redução na sua folha de pagamento em torno de 23% (vinte e três) por cento, como deixa também de ter obrigação no recolhimento do Imposto de Renda, PIS, CONFINS e Contribuição Social, pagando apenas 5% (cinco) por cento, referente /INSS sobre a sua receita. Estes benefícios entre outros, deixam os clubes de futebol a frente de grandes organizações, mostrando que a tratativa do fisco é diferenciada para os clubes de futebol e não com as empresas privadas que estão no mercado para a sobrevivência diária. Se estas mesmas empresas tivesssem as referidadas oportunidades de renegociação de dividas ou mesmo isenção de impostos, não estariam a beira da falência ou mesmo parada efetivamente.

O futebol é um ramo de atividade bastante volátil, onde semanalmente você ganha ou perde. Você pode ganhar o campeonato e obter uma adesão considerável de sócios torcedores, chover patrocinadores e ao mesmo tempo pode cair para uma divisão inferior deste mesmo campeonato e ter uma redução de sócios, diminuição de receita e até mesmo a saída de patrocinadores do seu portfólio. Segundo Soriano (2010), quem quiser ter sucesso em alguma atividade deverá identificar e compreender a lógica que existe por trás dela, reinterpretá-la e adequá-la às novas realidades e desafios.

5. METODOLOGIA

A pesquisa qualitativa foi realizada por consulta nos sites dos clubes, focando com as devidas informações para o conceito de Transparência e Governança. Os itens verificados foram a publicação das Demonstrações Financeiras, Lista de Sócios, Orçamento Anual, Estatuto ou Contrato Social e Código de Ética. Segundo TRIVIÑOS, 1987, p. 124, a pesquisa qualitativa é conhecida também como “estudo de campo”, “estudo qualitativo”, “interacionismo simbólico”, “perspectiva interna”.

O site do clube é o meio mais pratico e rápido, para obter todas as informações necessárias e demonstrar a sua transparência para sócios, torcedores não sócios e aos próprios órgãos fiscalizadores. As informações apresentadas devem ser incluídas conforme modelo especifico, como no caso das Demonstrações Financeiras, conforme Manual da Contabilidade para Entidades Esportivas.

6. RESULTADOS

Com base no levantamento dos dados, fica evidenciada a disparidade entre clubes de maior apelo de torcida e estrutura, para clubes com menor força, principalmente em mídia nacional. Independente da sua força em torcida e mídia como em orçamento e estrutura, ainda assim o futebol se mostra não comprometido e responsável pelo processo de Governança e Transparência, com iremos detalhar em alguns dos gráficos a seguir.

Na primeira pesquisa realizada, apresentamos a realidade dos 6 (seis) clubes na divisão do maior campeonato do Brasil e qual a quantidade de sócios. Na realidade já identificamos que apenas 2 (dois) clubes que estão na serie (A), possuem em seu site a informação da quantidade de sócios torcedores, que é o Esporte Clube Vitória da Bahia e o Clube de Regatas do Flamengo do Rio de Janeiro. Já o restante dos clubes entre um deles da serie (A) que é o Gêmio Foot-Ball Porto Alegrense, não informaram em seu site a quantidade de Sócios Torcedores. Dentre os seis clubes, existem 2 (dois) que não estão em uma divisão deste campeonato que é o America Football Clube do Rio de Janeiro e Grêmio Esportivo Brasil do Rio Grande do Sul.

Divisão - Principal Campeonato do Pais / Quantitativo Sócios Torcedores

Clube

Divisão

Quantidade de Sócios Torcedores

Esporte Clube Vitória

Serie(A)

9.782 Disponível no Site do Vitória[4]

Esporte Clube Jacuipense

Serie(C)

Não Disponível no Site da Jacuipende[5]

Clube de Regatas do Flamengo

Serie(A)

104.108 Disponível no Site do Flamengo[6]

America Football Clube

Sem Divisão

Não Disponível no Site do America[7]

Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Serie(A)

Não Disponível no Site do Clube[8]

Grêmio Esportivo Brasil

Sem Divisão

Não Disponível no Site do Clube[9]

Quadro 1 – Divisão – Principal Campeonato do Pais/Quantitativo Sócios Torcedores

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fonte: Próprio autor (2018)

No gráfico 1 constante abaixo, deixa claro como o futebol divide bastante os clubes como a exemplo do Esporte Clube Vitória e Flamengo, únicos a colocar no site a quantitativo de sócios ativos. Neste gráfico fica evidente a distancia considerável de sócios do Flamengo para o Vitória. Com uma diferença de 94.326 sócios, fica claro que o Flamento tem maior capacidade de investimentos, onde alem de outras receitas, este valor considerável de sócios, também reflete no seu caixa financeiro.

Infelizmente, não conseguimos a informação dos outros clubes, para deixar este artigo ainda mais rico de informação.

Gráfico 1 - Divisão – Principal Campeonato do Pais/Quantitativo Sócios Torcedores

Fonte: Próprio autor (2018)

Outro ponto avaliado entre os clubes, foi a publicação das demonstrações financeiras, com todos os seus créditos e débitos ao longo o ano. Este documento identifica o que foi gasto (folha de pagamento, despesas recorrentes) e também o que obteve de credito (venda de atletas, receita de jogos). Todos os clubes da serie (A) disponibilizaram no site oficial do clube essas desmontrações financeiras, conforme as normas contábeis. Dentre os sem divisão no principal campeonato do pais, não disponibilizaram as demonstrações financeiras e o Jacuipense que está na seria (C) do campeonato.

Demonstrações Financeiras

 Clube

 Disponível

 Conforme Normas Contábeis

 Esporte Clube Vitória

 Sim

 Sim

 Esporte Clube Jacuipense

Não Disponível no Site da Jacuipense

Não Aplicável

 Clube de Regatas do Flamengo

 sim

 sim

 America Football Clube

Não Disponível no Site da America

Não Aplicável

 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

 Sim

 sim

 Grêmio Esportivo Brasil

 Sim

 Sim

Quadro 2 – Demonstrações Financeiras

Fonte: Próprio autor (2018)

No quadro 3, detalhamos se os clubes estão disponibilizando a lista de sócios no site e repetimos a informação de numero de sócios ativos, afim de enriquecer está pesquisa. No quadro é claro o não cumprimento da grande maioria dos clubes em disponibilizar a lista de sócios como também não informa a quantidade de sócios ativos. A informação seria de grande relevância para o efeito de transparência e acompanhamento do crescimento de um patrimônio do clube que é o sócio torcedor. Neste ponto, o clube seja da seria (A) ou mesmo sem divisão estão na mesma linha em não disponibilizar a informação. Apenas o Esporte Clube Vitória inclui de forma mensal ou trimestral sua relação de sócios com a quantidade de sócios ativos. É um ponto positivo para o processo de transparência, mostrando que a organização está preocupada com a informação dos seus torcedores e associados.

Lista de Sócios/Quantitativo de Sócios

 Clube

 Lista de Sócios

 Sócios Ativos

 Esporte Clube Vitória

 Sim

9.782

 Esporte Clube Jacuipense

Não Disponível no Site da Jacuipense

Não Disponível no Site da Jacuipense

 Clube de Regatas do Flamengo

Não Disponível no Site do Flamengo

104.108

 America Football Clube

Não Disponível no Site da America

Não Disponível no Site da America

 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Não Disponível no Site do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Não Disponível no Site do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

 Grêmio Esportivo Brasil

Não Disponível no Site do Grêmio Esportivo Brasil

Não Disponível no Site do Grêmio Esportivo Brasil

Quadro 3 – Lista de Sócios/Quantitativo de Sócios

Fonte: Próprio autor (2018)

Com relação ao orçamento, descrevemos no quadro de numero 4, como estes clubes estão se preocupado com a criação anual do seu orçamento e disponibilizar para acesso de todos. O orçamento é a métrica criada para acompanhamento anual dos custos da organização, onde o acompanhamento pode ocorrer de forma mensal, trimestral assim verificando qualquer desvio de gastos em excesso e ajustando. A criação e controle do orçamento é um ponto de apoio para a estabilidade financeira de uma organização. Dentre os clubes pesquisados Apenas os 3 (três) da serie A disponibilizaram o seu orçamento anual 2018. Já o Esporte Clube Jacuipense que está na serie (C), America Football Clube e Grêmio Esportivo Brasil sem divisão, não incluíram o seu orçamento no site.

Orçamento Anual

 Clube

 Orçamento

 Esporte Clube Vitória

 Sim

 Esporte Clube Jacuipense

Não Disponível no Site da Jacuipense

 Clube de Regatas do Flamengo

Sim

 America Football Clube

Não Disponível no Site do America

 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Sim

 Grêmio Esportivo Brasil

Não Disponível no Site do Grêmio Esportivo Brasil

Quadro 4 – Orçamento Anual

Fonte: Próprio autor (2018)

No quadro 5, destacamos sobre o Estatuto Social dos clubes, documento principal para o regimento das atividades, com direitos e deveres. Para os clubes de futebol, por sua grande maioria ser uma entidade sem fins lucrativos o Estatuto Social é o documento que descrimina seu objetivo social, estabelece seu conselho fiscal, regras e normas internas da organização entre outras informações.

Na pesquisa realizada, dos 6(seis) clubes analisados apenas o Esporte Clube Jacuipense da Bahia, que está na serie (C), do principal campeonato do pais, não disponibilizou no seu site o Estatuto Social. Neste ponto, houve a preocupação das agremiações em publicar o referido documento, para acesso dos seus sócios torcedores, torcedores e publico em geral. Apesar de não ser uma empresa de capital aberto, o clube de futebol possui responsabilidades assim criadas pela legislação atual do esporte, principalmente para o clubes dentro do PROFUT.

Estatuto Social

 Clube

 Lista de Sócios

 Esporte Clube Vitória

 Sim

 Esporte Clube Jacuipense

Não Disponível no Site da Jacuipense

 Clube de Regatas do Flamengo

 Sim

 America Football Clube

 Sim

 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

 Sim

 Grêmio Esportivo Brasil

 Sim

Quadro 5 – Estatuto Social

Fonte: Próprio autor (2018)

No próximo e ultimo quadro de numero 6, pesquisamos sobre os clubes que possuem Código de Ética e se o documento está disponível no site do clube. O Código de Ética ou Conduta é uma norma interna criada pelas organizações para descriminar quais praticas devem ser adotadas ou abolidas no ambiente interno e externo da empresa. A norma trata, desde o cuidado com o ambiente interno, imagem pessoal, conduta no tratamento dos colegas de trabalho, uso dos bens tangives e intagives da clube.

Dentre os 6 (seis) clubes pesquisados, destacamos os 3 (três) clubes da serie (A) que possuem e disponibilizaram o Código de Ètica.

Código de Ética

 Clube

 Lista de Sócios

 Esporte Clube Vitória

 Sim

 Esporte Clube Jacuipense

Não Disponível no Site da Jacuipense

 Clube de Regatas do Flamengo

 Sim

 America Football Clube

Não Disponível no Site do America

 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

 Sim

 Grêmio Esportivo Brasil

Não Disponível no Site do Grêmio Esportivo Brasil

Quadro 6 – Código de Ética

Fonte: Próprio autor (2018)

Após finalizarmos a pesquisa, identificamos que o Esporte Clube Vitória a atendeu a todos os itens descriminados, apontando assim que em algum momento ou no atual, a administração deste clube segue alguns dos procedimentos necessários para a Governança e Transparência. É importante também pontuar que existe uma enorme disparidade de uma administração eficiente dentre os pontos pesquisados, nestes clubes que não estão na Serie (A) do maior campeonato do pais A falta de uma boa administração, por talvez de dinheiro para contratar profissionais capacitados para as referidas funções. A falta de profissionais eficientes, também acaba sendo um fator importante para falhas e não cumprimentos de obrigações.                                 

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Este artigo que teve como objetivo, mostrar como uma gestão eficiente pode influenciar na administração de um clube, mesmo que está clube não tenha estrutura financeira, de sócios ou mesmo de capacidade de gestão. Acredito que um fator é bastante importante para alavancar e ajudar no final que é a frase “ A bola tem que entrar no final” “ Se a bola não entrar, nada funciona”. É preciso deixar este pensamento do passado, visto que os clubes estão se mordenizando e se preparando, é necessário. Se a bola não entrar não terá torcida, investimentos, retornos financeiros, estádios vazios, agora será que a ponta lá no inicio está funcionando, com fluxos corretos, coerentes e dinâmicos? É preciso pensar que o futebol hoje não é apenas 11 homens atrás de uma bola para chegar ao gol, é uma empresa com responsabilidades, estratégias e obrigações que devem ser cumpridas e precisa de profissionais cada dias mais capacitados e eficientes, fazendo o melhor com o pouco e com exatidão.

8. Referências Bibliográficas

SORIANO,Ferran. A Bola não Entra por Acaso.1. Ed. São Paulo: Larousse, 2010.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Três enfoques na pesquisa em ciências sociais: o positivismo, a fenomenologia e o marxismo. In: ______. Introdução à pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 1987. p. 124.

[3] Estes Clubes – Trata de clubes esportivos em nivel nacional, que tenham seu foco de atuação o futebol em campeonatos locais, estaduais, nacionais e internacionais,

[4] Vitória. Disponível em <http://www.ecvitoria.com.br>. Acesso em 10-08-2018.

[5] Jacuipense. Disponível em <www.ecjacuipense.com.br/>. Acesso em 10-08-2018.

[6] Flamengo. Disponível em <http://www.flamengo.com.br/>. Acesso em 10-08-2018.

[7] America. Disponivel em <http://www.americario.com.br/2015/index.asp>. Acesso em 12-08-2018.

[8] Grêmio. Disponível em <https://gremio.net/>. Acesso em 13-08-2018.

[9] Grêmio Esportivo Brasil. Disponível em <http://www.gebrasil.com.br/>. Acesso em 10-08-2018.

 

Por Robson Santos de Almeida e Zoraia da Silva Assunção


Publicado por: ROBSON SANTOS DE ALMEIDA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Monografias. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.