Whatsapp

AMBIENTE LOGÍSTICO VIA VAREJO S.A

Administração e Finanças

Análise sobre nova estruturação e as estratégias que passou Via Varejo e foco na ampliação e modulação do canal online, tendo como base dados relatórios de investimento, divulgação de resultado e analise de veículos de imprensa especializado.

índice

1. RESUMO

O presente estudo visa investigar os processos de transformações das Companhia Via Varejo S.A, sobre adoção de práticas em logística empresarial se a experiência adquirida na agregação de startup contribui positivamente tanto para um crescimento mais estável e redução dos prazos de entrega. qua. Baseado na revisão de literatura, pesquisa em veículos especializado em análise de mercado o estudo sugere que crescimento mais estável e utilização de espaço físico das lojas e ampliação das gamas de modais. Ao final do estudo, concluiu-se que logística e quando incorporada na tomada de decisões agrega na composição de estratégias que vise maximizar qualidade agregada ao produto e permitindo assim menores margem de perda com compras demasiadas levando assim menor chance de falência. Permitindo assim crescimento estável e continuo.

Palavra-chave: Estratégia, Varejo, Processo, Restruturação, Digital.

2. INTRODUÇÃO

A globalização e novas tecnologias impulsionou novos hábitos de consumo, com as lojas na palma da mão e maior comodidade de consumir serviços e mercadoria estão levando as varejistas formatar forma de lidar com logística empresarial. Uma vez que cliente passa buscar valor agregado, menor preço. 

Quando Pensamos em varejo nos deparamos com questionamento sobre melhor forma de oferta o produto mantenho margens elevadas de lucro com estrutura de baixo custo.  Neste momento logística e as atividades correlatas submerge como fonte de dados e componente essencial na composição de estratégica de decisões e ate mesmo na viabilidade do e-commerce. Podemos entender as companhias varejista como sendo principal fonte de aprimoramento dos processos que envolve logística uma vez que busca por custo menores de transporte, compra e guarda de produtos tem peso grande nas despesas. A inclusão de tecnologias permite assim que Via varejo reconstrua processo de atendimento ao cliente e interligação dos multicanais final não adianta atendimento de qualidade quando existe um gargalo no momento de entregar no prazo estipulado mercadoria, este erro primário custa por vez a perda do cliente a concorrência 

A presente estudo busca analisar nova estruturação e as estratégias que passou Via Varejo e foco na ampliação e modulação do canal online, tendo como base dados relatórios de investimento, divulgação de resultado e analise de veículos de imprensa especializado.

3. Reposicionamento dos Processo Logístico no Varejo

Atualmente logística tornou meio propulsor nas transformações das companhias, estabelecendo uma baliza nas tomadas de decisões e execuções de estratégias que mira crescimento e geração de receitas.  As companhias passam buscar maior interlocução e criando um ecossistema único pluralista com decisões horizontais, neste momento começa se desenhar novas diretrizes e surge cadeia de suprimentos, criando elo entre cadeia de produção e cliente final, permitindo interligação e comunhão das mesmas estratégias tanto para loja online e office. Para o Council of Logistics Management, logística é o processo da cadeia de suprimentos que planeja, implementa e controla o fluxo e o estoque de bens e serviços e as informações relativas, do ponto de origem ao ponto de consumo, de maneira eficiente e eficaz, buscando a satisfação das necessidades do cliente. O avanço nas transformações digitais leva a busca de dados consolidados que impulsiona redesenhar novas rotas e sincronizar os processos que compõem a tomada de decisões, construindo a viabilidade da cadeia de suprimento, proporcionado ganha em capacidade competitividade e lucratividade. Nesta nova etapa que se desenha evidenciando o papel fundamental qual logística representa.

De acordo com Balou (2007) a logística empresarial tem como objetivo atender as necessidades do cliente providenciando bens ou serviço corretos, no lugar certo, no tempo exato e na condição desejada ao menor custo possível. 

As busca por companhia com atuação eficiente e eficaz, traz uma formula ao sistema logístico predominante, qual por muito tempo ficou no plano secundário nas decisões e com advindo dos mix de canais digitais e as novas relações e hábitos de consumo, passa  delimita novos traçados na atuação do setor  que deixa de ser visto como meio de entrega planejada e passa criar sistema interligado de  governança unindo as áreas de aquisição, armazenamento e entrega no mesmo escopo e permitindo assim  uma redução de custo  e um aumento de lucros. Surgimento das startups contribui para tornar sustentável os processos logísticos, oferecendo ferramentas vertical para gerenciamento das vendas e processamento pós-venda, aplicação de novas tecnologias agregando valor e integrando plataforma digital as lojas físicas ganhando em produtividade e agregando valor uma vez que permite implantação de tecnologias verdes. Associação do tradicional a novas tecnologias permite uma melhor otimiza de mão de obra e recurso lendo impulsiona varejista adaptação de novas metodologia aos modelos de negócio e uma maior abrangência onde não existe presença física a internet e os smartphones, amplia possibilidade de novos negócios com enfoque em novos cliente e melhorias. Um planejamento estruturado repercute no desempenho e crescimento das varejistas tendo como ponto de partida compartilhamento de informações favorecendo toda a cadeia de suprimentos.

3.1. Detalhamento Companhia Via Varejo S.A

A companhia Via Varejo S.A (VVAR3), com sede na Cidade de São Caetano do Sul, Estado de São Paulo, na Rua João Pessoa, 83, Centro, CEP 09520-010 (“Companhia”) negociado no segmento de novos mercados da B3 tem como principal atividade e relacionado administração das bandeiras que compõe portfólio, fundada em 2010, após a associação da Casas Bahia, pertencente à família Klein, e do Pontofrio controlada pelo Grupo Pão de Açúcar do empresário Abílio Diniz. Além de administrar o e-commerce Extra.com.br, a marca Bartira de moveis.  A empresa possui atualmente 41 mil colaboradores, presente 400 municípios e 20 estados brasileiros e distrito federal e conta com 1.073 lojas desta são referentes 216 do Pontofrio e 857 das Casa Bahia. Período.  Conta com um dos maiores sistemas logísticos do país, com 26 centros de distribuição (incluindo 15 galpões, 8 entrepostos e 3 terminais) espalhados pelos principais estados do Brasil. 

Em junho de 2019, o Grupo Pão de Açúcar, finalmente consegui se desfazer da operação até momento controlador da Via Varejo, vendeu através de leilão realizado na B3 totalidade das ações acionarias que detinha ao preço R$ 4,90, totalizando R$ 2,3 bilhões, qual foi rematado para Família Klein e grupo de investimento. Neste novo momento busca se reposicionar uma vez que quando ficou sobre escopo do Pão de açúcar perde significativa de mercado para Magazine Luiza deixando de investir nas vendas online. O comando passa ser    Roberto Fulcherberguer, CEO que busca reposicionar marca, focada em acompanhar as transformações digitais, formatando uma gestão de estabilidade e transformação digital.  Na rota das transformações busca incorpora ecossistema das startups ao negócio através do banco digital banqI assim possa oferecer serviço financeiro e gestão dos pagamentos carnes digitais

Atualmente com as transformações que passam varejo e fortalecimento do no e-commerce, o atendimento ao cliente cada vez mais exigente que busca atenção especial. Neste momento via varejo demostra que como foi pioneira das vendas aprazo também pode superar as barreiras tecnológicas, considerado um gargalo uma vez que na contra mão de outras companhias acreditou fielmente que as operações digitais deveriam ser apartadas das operações física.

4. A IMPORTANCIA DAS OPERAÇÕES LOGÍSTICAS

A logística   e um gestão que repercute em todas as áreas da empresa podendo gerar prejuízo ou compor o lucro. A integração e de fundamental importância de conhecer as estruturas que guardião dos preceitos, métodos e técnicas de gerir fluxo de abastecimento e ressuprimento de mercadorias.

De acordo Ballou (2006) É o processo de planejamento, implementação e controle do fluxo eficiente e economicamente eficaz de matérias-primas, estoque em processo, produtos acabados e informações relativas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o propósito de atender às exigências dos clientes.

Com base na ilustração podemos notar que comportamento do cliente demostra fluxo que é as decisões que logística deve importar e identificar as necessidades e com base nestes dados e traçados as decisões. Neste momento a decisão de trazer renovação por meio de inclusões ao ecossistema da companhia e visões das startups a compra ASAPlog, especialista em logística urbana e conexão com transportadoras independentes  passa permite que motoristas de aplicativos, motoboys entrem no sistema da companhia para coletar e entregar permitindo assim maior agilidade nas entregas podendo usar até mesma loja como ponto de emissão  inclui na pauta sustentabilidade uma vez que forma de entrega se torna mais diversificada possível, de maneira mais ampla e outro passo funda mental e permitir que comprar realizas em canis digitais criar “mini hubs” que são pequenos centro distribuição que agiliza e otimiza tempo de entrega de pequenas mercadorias de maior valor agregado porem de menor densidade e com grande giro. Antes deveriam sair de um dos 26 centros de distribuição, nova estratégia tem como prestar e focar melhor atendimento agilizando e melhorando serviço de entregas que online tem prazo maior do que office.

Novaes (2001) enfatiza que todos os elementos do processo logístico devem focar na satisfação das necessidades e preferências dos consumidores finais.

Uma clara demonstração que as novas transformações digitais não são mais parte de um futuro distante e sim está acontecendo neste momento e consumidor faz parte ativa destas mudanças.

5. COMPRAS

A etapa de aquisição demostra como uma gestão interdepende dos vários departamentos, otimiza uma gestão de compras e estoque de forma eficaz, tornando etapa de ressuprimento um ambiente controlado e propício a negociação em de escala, tendo menor margem com custo de estocagem. Uma gestão eficiente de compra precisa está elencada em tripé com área de vendas qual traz informações pertinentes ao consumo e períodos de sazonalidade e estoque que tendo informações fidedigna de entrada e saída e conhecendo as curvas ABC, permite dimensionar e conhece o qual dimensão da aquisição se realizada.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Observa-se que as estratégias do processo de compra não podem ser desenvolvidas isoladamente, mas integrando à estratégia organizacional como um todo para se atingir um bom desempenho quanto à vantagem competitiva e redução

Com base nas informações passa se desenhar planejamento qual precisa ter acesso informações pertinente demanda que de fundamental importância na negociação que pode gerar ganho em valor negociado, avaliação de qualidade.  Porém existe produtos que são commodities como uma geladeira Brastemp que acaba tendo um valor de compra pelas companhias muito vezes tabelado e companhia então deram agregar serviço de qualidade para ganhar em margem de lucro.

Adotar sistema de cotação de preço trás uma boa visão do menor valor ou mesmo adoção  política de consolidada qual e realizado compra de grande volume porem qual e faturada mês a mês gerando redução no custo de armazenagem e negociando assim prazo de entrega e datas de pagamento. No caso da companhia estuda os móveis são fornecidos em sua quase totalidade pela fabricante Bartira que compõe grupo, passou diversificar portifólio de produtos levando companhia a ampliar em número de valores de aquisição de mercadoria tornando ecossistema unificado qual produtos antes que vinha de diversos fornecedores passaram ser inclusivamente oferecido pela Bartira as companhias do grupo que torna um fornecedor estratégico.

6. Armazenamento

Armazenagem e definido segundo Moura (1997), “é a denominação genérica e ampla que inclui todas as atividades de um ponto destinado à guarda temporária e à distribuição de materiais (depósitos, almoxarifados, centros de distribuição, etc.)”.  Sendo assim definimos armazenagem como processo temporário de guarda de material ou produto que aguarda liberação para embarque até destino final.

A gestão eficiente e inclusão de novas tecnologias tem como missão flexibilizar o serviço logístico, oferecendo ao consumidor uma gama de variedade de produtos agregando serviços. Quando foi pensado em descentralizar dos centros de distribuição permitiu maior cobertura das áreas qual possua posição, proporcionado a redução do tempo de entrega e agilidade.

Segundo  Lambert, Stock e Vantine (1998, p. 320) ainda colocam que:

Um layout e design ótimo de armazenagem para uma empresa devem variar por tipo de produto a ser estocado, os recursos financeiros da empresa, o ambiente competitivo e as necessidades dos clientes. Além disso, o gerente do armazém deve considerar as diversas trocas compensatórias entre custos de mão de obra, custo de equipamento, custo de espaço e custo de informações. 

O sistema adotado incluiu todas posições em pequenos centros de distribuição e guarda de produtos com maior giro e de menor peso e tamanho adquirido tanto nas lojas físicas quanto online qual pode ser feito retirada imediata não gerando custo de entrega ao cliente.

6.1. Picking:

A implantação de sistema integrado de gestão transforma dados da compra em informações que transita por todos os setores que não morro no estoque e sim continua percorrer todos as áreas.  De acordo com Medeiros (1999) “pode ser definida como a atividade responsável pela coleta do mix correto de produtos, em suas quantidades corretas da área de armazenagem para satisfazer as necessidades do consumidor”.

Nesta etapa pode acontecer erros que torna o custo mais elevado uma vez que produto retorna fazendo retrabalhos, retificação de erros e iniciando processo novamente por isso se justifica a necessário e inspeção levando em conta as caraterísticas, quantidade, qualidade e modalidade de transporte. Lembrando que todas informações geradas e de estrema importância para ressuprimento do estoque. 

6.2. Expedição

Na ponta das informações composta no momento da aquisição da mercadoria se instala expedição que tem por responsabilidade movimentação para embarque, conferencia que pode ser manual através de ordem de serviço e nota fiscal ou automatizada que através de código de barras lê os dados da mercadoria e confronta com nota fiscal emitida e assim gera baixa no estoque. Neste momento se inicia preparação para embarque e transporte, qual não pode deixar de levar em conta modalidade correta de envio que não venha gerar danos aos produtos embarcados forma mais ágil.

7. TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO

Principal desafio do transporte e alto custo da utilização dos modais tradicionais com advindo das tecnologias surgiu utilização intensiva de vários modais distintos que podem estar conectados, aplicativos de entrega que inclui nesta equação distribuição fracionada de pequenos ou mesmo criação de pequenas distribuidoras dentro das lojas podem assim trazer uma grande agilidade uma vez que pode oferecer retirada imediata de linhas brancas de menor porte gerando economia com frete aos clientes.

Tubino (1999) destaca também a participação dos transportadores no processo de parceria, com os quais procura-se obter, aumento da frequência das entregas, redução de tamanho e padronização dos lotes transportados, compromisso pela qualidade; garantia e confiabilidade de prazos, tão quanto o envolvimento em atividades internas do cliente. Assim sendo e notado que inclusão de parceria e inclusão de diversificação de modais de entrega permite cumprir o rito estabelecido no momento que cliente efetivou compra e busca ser atendido com agilidade e qualidade.

A distribuição deixou de ser centralizada e passa ser criado entreposto menores com capacidade de atendimento de determinada regiões no menor prazo possível e integrando missão e valores da companhia a sustentável de maneira a conectar por de vias tecnológicas varejista ao cliente. Transporte continua sendo de fundamental importância para atingir as estratégias traçadas no plano de negócio.  

Processo final deste fluxo o compartilhamento de informações e peça chave e para entrega dos pedidos para os clientes de forma otimizada e eficaz e aumentando a qualidade do serviço prestado.

8. ANÁLISE SWOT

Figura 3: Análise Swot

Fonte: Elaborado pelo autor

9. CONCLUSÃO

Com advindo da globalização e forma de relacionamento cliente e varejo, momento atual e de transformação e criação de planos de negocio que passe priorizar logística como um ponto de partida para aprimorar e criar ambiente de fidelização e proporcionar experiência inovadoras ao cliente. Momento de transformação permite investir em modais múltiplos e usar recurso do espaço físico das lojas em pequenos centros de retirada rápida de mercadorias.

Não podemos entender varejo sem olharmos cuidadosamente para os dados trazidos pela logística, um planejamento que não tenha dados consolidados acarretara em prejuízo uma vez que pode dimensionar uma estratégia que não condiz com necessidade da companhia. Fortalecimento e investimento em tecnologias de gestão e criação de um ecossistema único que leva todos os dados coletados e informações a mesa de decisão permitem criação de um comitê de aquisição fortificado e com poder de negociação.

Segundo Bowersox e Closs (2001), para uma empresa ser eficaz em um ambiente competitivo, ela deve adotar uma abordagem integrada para incorporar clientes e fornecedores. Essa integração pode proporcionar menores custos, maior qualidade, e até diferencias em relação a outras empresas.   

A competitividade sempre estará elencada em pilares fundamentais, fluxo continuo de dados, logística empresarial em processo continuo de mutação e agregando novas tecnologias e diferentes modais permitindo assim agilidade no atendimento das variadas demandas.

Conclui – se que, logística varejista e de fundamental importância na construção e adoção de politicas e praticas que visem manter o equilíbrio e saúde financeira da companhia podendo ate mesmo ser fator determinando da escolha do cliente. Sendo assim ocorrendo falha em um dos processos da cadeia de suprimento cria um efeito manada gerando assim prejuízo financeiro, podendo entender que um fluxo continuo de informações e aplicação de novas tecnologias permite uma maior aderência a novas práticas, gerando ganho em baixos níveis de custo e ampliando e qualidade nos resultados.

10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BALLOU, Ronald H. Logística empresarial: transportes, administração de materiais, distribuição física. São Paulo: Atlas, 2007.

Gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento, organização e logística empresarial. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006

BOWERSOX, Donald J.; CLOSS, David J..Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimentos. São Paulo: Atlas, 2001.

DORNELAS, J.C.A.  Empreendedorismo corporativo:  como ser empreendedor, inovar e se diferenciar na sua empresa.  2ª.  Rio de Janeiro:  Elsevier, 2008.

LAMBERT, Douglas; STOCK, VANTINE, José G. Administração estratégica da logística. São Paulo: Vantine Consultoria, 1998

MEDEIROS, Alex. ESTRATÉGIAS DE PICKING NA ARMAZENAGEM. Disponível em: Acesso em: 05 mai. 2015.

MOURA, Reinaldo Aparecido. Armazenagem: do recebimento à expedição. São Paulo: IMAM, 1997.

Os planos da Via Varejo: mais mini hubs, vagas home office e parceria com a Globo. Disponível em: https://www.seudinheiro.com/2020/empresas/via-varejo-2-tri-tele Acesso em: 01 dez. 2020.

Reuters, Via Varejo compra empresa de tecnologia logística ASAPLog. Disponível em: < https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/04/27/via-varejo-compra-empresa-de-tecnologia-logistica-asaplog.ghtml> Acesso em: 30 novembro. 2020. 


Publicado por: Douglas Diniz Francisco

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Monografias. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.