Topo
pesquisar

Apresentação do trabalho científico

Regras da ABNT

Mediante a apresentação do trabalho científico, algumas posturas são passíveis de serem adotadas, a fim de que tudo ocorra conforme o planejado.

Eis que você se defronta com mais uma etapa relativa à produção científica: a apresentação do seu trabalho. Não a considere algo tortuoso, pois se conseguiu vencer e cumprir as demais, certamente não será essa o temor de todo um processo – fruto de generosos esforços e intensa dedicação. Indubitavelmente, dado o caráter ímpar que perfaz o ser humano, torna-se verdade que cada um age de modo diferente diante do ato de falar em público, haja vista que a dificuldade pode se manifestar em maior ou menor grau.   

Por mais que tal procedimento lhe cause algum desconforto, para não dizer “pânico”, torna-se essencial que você o encare como algo natural, embora as evidências provem totalmente o contrário. Natural também é a maneira como você deve se portar mediante a apresentação, pois há quem pense que adotar determinadas posturas somente no sentido de chamar a atenção da plateia funciona como artifício positivo, quando na verdade ocorre o contrário. A dica nesse momento é: seja você mesmo (a), jamais se comporte de acordo com a forma que imagina que a plateia espera ou pensa acerca de sua postura. O que todos desejam é que você se mostre tal qual realmente é, por isso, nada de artificialismos.  

Nesse ínterim também impera outros pontos fundamentais, entre eles o fato de você se mostrar bem familiarizado com o assunto em questão, pois, demonstrando domínio acerca daquilo que fala, estará preparado para possíveis questionamentos, tanto advindos de terceiros, quanto da própria banca. Outro aspecto é o uso de recursos audiovisuais, visto que eles tendem a captar melhor a atenção das pessoas, mantendo a dinâmica da apresentação e evitando que ares monótonos comecem a pairar sobre o ambiente. Tendem a funcionar também como um roteiro, direcionando as ideias ora abordadas. No caso dos slides, por exemplo, o ideal é que sejam constituídos de textos curtos, utilizados somente no intuito de fazer referências à ideia principal, haja vista que as secundárias certamente serão por você ressaltadas.

Não menos importante há de se considerar o fator “tempo”, pois urge a necessidade de você preparar a apresentação do seu trabalho conforme o tempo que a ela é destinado. Entre os passos, os quais corroboram para tal efetivação, está a objetividade manifestada em suas palavras. Assim, fuja da prolixidade e evite se ater a expressões e ideias desnecessárias em que nada se assemelham àquelas postas em discussão. Ser objetivo significa ter a competência para gerenciar esse tempo, de modo a fazer com que tudo ocorra dentro do esperado. E mais: obedecer ao limite de tempo previsto significa respeito para com o público de uma forma geral, bem como para com os próximos a se apresentarem, pois aqueles minutos excedidos prejudicarão o planejamento dos apresentadores. Note também que o uso de jargões, tais como “infelizmente não foi possível apresentar todos os pontos relevantes da pesquisa em virtude da escassez do tempo”, é dispensável. Discursos assim somente ocuparão parte daquele tempo o qual consideramos ser precioso, e que deveria ser mais bem aproveitado.  

No momento em que estiver apresentando procure retribuir à plateia a atenção que ela lhe dispensa. Para tanto, procure olhar em blocos, mantendo assim a visão panorâmica de um todo. Assim não causará a impressão de que seu foco está voltado para esta ou aquela pessoa, de modo específico.

Enfim, tais posturas, dentre outras, também de igual importância, fazem com que você, apresentador, mostre-se preparado e capaz de atingir os reais objetivos aos quais se presta.


Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola