Topo
pesquisar

Medicina

Medicina é uma área extremamente importante relacionada com a saúde da população. Para exercê-la, é necessário realizar uma graduação que dura, em média, seis anos.
A medicina é uma área relacionada com a promoção da saúde.
A medicina é uma área relacionada com a promoção da saúde.

Medicina é uma área na qual seus profissionais atuam, principalmente, no diagnóstico e no tratamento de enfermidades. Além disso, os médicos participam de programas de promoção da saúde que visam à prevenção de doenças.

Leia também: História da medicina

De acordo com a lei nº 12.842, de 10 de julho de 2013, é considerado objeto de atuação do médico:

[..] a saúde do ser humano e das coletividades humanas em benefício da qual deverá agir com o máximo de zelo, com o melhor de sua capacidade profissional e sem discriminação de qualquer natureza”.

Curso de Medicina

O curso de Medicina é voltado para a formação de médicos, os quais serão capazes de promover a saúde e o bem-estar da população. Durante o curso, o profissional terá contato com diversas disciplinas que o farão compreender melhor o funcionamento do corpo humano, como algumas doenças afetam o organismo e maneiras de restabelecer a saúde de um paciente.

Durante o curso de Medicina, serão estudadas diferentes disciplinas relacionadas com o corpo humano.
Durante o curso de Medicina, serão estudadas diferentes disciplinas relacionadas com o corpo humano.

Entre as disciplinas estudadas no curso de Medicina, podemos destacar: Anatomia, Patologia, Psicologia Médica, Técnica Operatória, Farmacologia, Cardiologia, Angiologia, Pneumologia, Reumatologia, Nefrologia, Diagnóstico por Imagem, Endocrinologia, Imunologia, Nutrologia, Genética Médica, Ginecologia e Medicina Legal. Vale salientar que cada instituição de ensino apresenta sua própria grade curricular.

Quanto tempo dura o curso de Medicina?

O curso de Medicina apresenta, em média, seis anos de duração, sendo os dois anos finais de prática clínica. Após terminar o curso de graduação, geralmente, os médicos passam por um processo seletivo a fim de ingressar em programas de residência na especialidade que têm interesse. Cada especialidade apresenta um tempo de residência, o qual varia de dois a cinco anos. Vale salientar que, caso não possua o título de especialista, o médico só poderá atuar como clínico geral.

Leia também: 18 de outubro - Dia do Médico

Especialidades Médicas

Em 2017, eram reconhecidas 55 especialidades médicas.
Em 2017, eram reconhecidas 55 especialidades médicas.

Como sabemos, após o término da graduação, o médico poderá escolher alguma especialidade para aprofundar seu estudo e atuar em uma determinada área. De acordo com a Resolução CFM nº 2.162/2017, as especialidades médicas reconhecidas são:

1. Acupuntura

19. Endocrinologia e Metabologia

37. Medicina Nuclear

2. Alergia e Imunologia

20. Endoscopia

38. Medicina Preventiva e Social

3. Anestesiologia

21. Gastroenterologia

39. Nefrologia

4.Angiologia

22. Genética Médica

40. Neurocirurgia

5. Cardiologia

23. Geriatria

41. Neurologia

6. Cirurgia Cardiovascular

24. Ginecologia e Obstetrícia

42. Nutrologia

7. Cirurgia da Mão

25. Hematologia e Hemoterapia

43. Oftalmologia

8. Cirurgia de Cabeça e Pescoço

26. Homeopatia

44. Oncologia Clínica

9. Cirurgia do Aparelho Digestivo

27. Infectologia

45. Ortopedia e Traumatologia

10. Cirurgia Geral

28. Mastologia

46. Otorrinolaringologia

11. Cirurgia Oncológica

29. Medicina de Emergência

47. Patologia

12. Cirurgia Pediátrica

30. Medicina de Família e Comunidade

48. Patologia Clínica/ Medicina Laboratorial

13. Cirurgia Plástica

31. Medicina do Trabalho

49. Pediatria

14. Cirurgia Torácica

32. Medicina de Tráfego

50. Pneumologia

15. Cirurgia Vascular

33. Medicina Esportiva

51. Psiquiatria

16. Clínica Médica

34. Medicina Física e Reabilitação

52. Radiologia e Diagnóstico por Imagem

17. Coloproctologia

35. Medicina Intensiva

53. Radioterapia

18. Dermatologia

36. Medicina Legal e Perícia Médica

54. Reumatologia

55. Urologia

Especialidades médicas mais procuradas

De acordo com dados do Conselho Federal de Medicina, quatro especialidades concentram 39% dos especialistas brasileiros: Clínica Médica, Pediatria, Cirurgia Geral e Ginecologia e Obstetrícia. Em 2018, existiam 42.728 especialistas em Clínica Médica, 39.234 especialistas em Pediatria, 34.065 especialistas em Cirurgia Geral e 30.415 especialistas em Ginecologia e Obstetrícia.

Dados sobre os médicos brasileiros

Dados disponíveis no estudo Demografia Médica no Brasil 2018 indicam que, em janeiro de 2018, existiam no país 452.801 médicos com idade média de 45,4 anos. Apesar de os homens serem maioria entre os profissionais de medicina, observa-se uma tendência do aumento de mulheres nessa área. Atualmente, elas são maioria entre os médicos mais jovens.

No que diz respeito à distribuição de médicos por estados, observamos que o Sudeste é a região do nosso país que apresenta a maior quantidade de médicos por habitantes, enquanto o Norte é a que possui a menor quantidade desses profissionais.

Veja também: Como escolher uma profissão?

Ética Médica

Ao exercer sua profissão, o médico deverá seguir um código de ética.
Ao exercer sua profissão, o médico deverá seguir um código de ética.

O Código de Ética Médica (Resolução CFM nº 2.217/2018) apresenta normas que devem ser seguidas pelos médicos. Nesse código, encontramos alguns princípios fundamentais do exercício da medicina, entre os quais podemos citar:

  • A medicina é uma profissão a serviço da saúde do ser humano e da coletividade e será exercida sem discriminação de nenhuma natureza.

  • Ao médico cabe zelar e trabalhar pelo perfeito desempenho ético da medicina, bem como pelo prestígio e bom conceito da profissão.

  • Compete ao médico aprimorar continuamente seus conhecimentos e usar o melhor do progresso científico em benefício do paciente e da sociedade.

  • O médico exercerá sua profissão com autonomia, não sendo obrigado a prestar serviços que contrariem os ditames de sua consciência ou a quem não deseje, excetuadas as situações de ausência de outro médico, em caso de urgência ou emergência, ou quando sua recusa possa trazer danos à saúde do paciente.

  • O médico guardará sigilo a respeito das informações de que detenha conhecimento no desempenho de suas funções, com exceção dos casos previstos em lei.

  • O médico será solidário com os movimentos de defesa da dignidade profissional, seja por remuneração digna e justa, seja por condições de trabalho compatíveis com o exercício ético-profissional da medicina e seu aprimoramento técnico-científico.

  • O médico terá, para com os colegas, respeito, consideração e solidariedade, sem se eximir de denunciar atos que contrariem os postulados éticos.

  • Nas situações clínicas irreversíveis e terminais, o médico evitará a realização de procedimentos diagnósticos e terapêuticos desnecessários e propiciará aos pacientes sob sua atenção todos os cuidados paliativos apropriados.

  • Sempre que participar de pesquisas envolvendo seres humanos ou qualquer animal, o médico respeitará as normas éticas nacionais, bem como protegerá a vulnerabilidade dos sujeitos da pesquisa.

  • Na aplicação dos conhecimentos criados pelas novas tecnologias, considerando-se suas repercussões tanto nas gerações presentes quanto nas futuras, o médico zelará para que as pessoas não sejam discriminadas por nenhuma razão vinculada à herança genética, protegendo-as em sua dignidade, identidade e integridade.

  • A medicina será exercida com a utilização dos meios técnicos e científicos disponíveis que visem aos melhores resultados.

Diante de tudo que foi exposto, fica clara a importância dessa profissão para toda a sociedade. Também fica evidente a grande responsabilidade que esse profissional carrega. A medicina é uma área complexa e cheia de peculiaridades que necessita de bastante estudo, dedicação e amor por parte do profissional que a exerce.

 

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O papel da ética no enfrentamento das grandes epidemias e catástrofes

Perspectivas de Mitigação dos Vieses Inter-Raciais Implícitos e Explícitos Baseadas em Estudos Científicos

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola