Topo
pesquisar

História

A História é uma ciência que tem como objeto de estudo as ações do homem no tempo e espaço durante a passagem temporal, portanto, dedica-se ao estudo do passado.
A História é a ciência responsável por estudar as ações humanas no tempo e espaço ao longo dos anos.
A História é a ciência responsável por estudar as ações humanas no tempo e espaço ao longo dos anos.

A História é uma das mais importantes áreas do conhecimento e é uma ciência que está relacionada com o estudo dos acontecimentos do passado e com o estudo da vida das pessoas, seja das grandes personalidades, seja das pessoas comuns, que viveram em outros momentos.

O que é a História?

A História é o nome da ciência que é responsável por estudar os acontecimentos do passado. Estudar o passado, porém, não é uma atividade a ser realizada de qualquer forma, pois demanda certa qualificação na condução do trabalho. O historiador em exercício de sua função deve realizar uma análise crítica do objeto estudado, de forma que esse objeto ajude-o a problematizar o passado.

A palavra “história” é derivada do idioma grego e originária do vocábulo hístor. Esse vocábulo significa “aprendizado”, “sábio”, e é uma referência direta ao conhecimento que é obtido por meio de estudo e investigação. A grande importância da História está no sentido de que ela dá às ferramentas racionais para o homem localizar-se no espaço e no tempo, permitindo-lhe o poder de compreender a sua própria realidade.

Há definições do conceito de História bastante distintas, pois análises diferentes são feitas pelos historiadores. O renomado historiador francês Marc Bloch, por exemplo, considera que a História não é somente a ciência do passado, mas também a ciência que analisa as transformações na sociedade humana ao longo do tempo|1|.

Além disso, é importante falar que o papel do historiador é o de realizar a análise crítica das fontes históricas por meio de métodos que o levem a chegar a conclusões que não busquem glorificar ou demonizar determinado acontecimento histórico. Com base nesse trabalho, o historiador consegue realizar a reconstituição do passado humano.

Acesse também: Conheça a origem da Festa do Senhor do Bonfim no Brasil

Quando se iniciou a História?

A História, enquanto ciência e campo de estudo, surgiu na Grécia Antiga. Considera-se atualmente que Heródoto é o pai da História, por conta de seu trabalho em sistematizar os acontecimentos da História dos gregos e de outros povos da Antiguidade. Além disso, Heródoto destacou-se pelo seu relato feito sobre as Guerras Médicas, conflito travado entre gregos e persas.

Apesar da importância de Heródoto para a História, considera-se que Tucídides foi o primeiro historiador a utilizar um método de análise que o permitiu recontar um acontecimento da História grega. O trabalho de Tucídides foi a respeito da Guerra do Peloponeso, conflito travado entre as cidades-estado gregas Atenas e Esparta.

Periodização

Com o passar do tempo, e à medida que a História humana era analisada, os historiadores optaram por implantar uma periodização dos acontecimentos. Essa periodização cronológica utilizou-se de eventos marcantes para sinalizar o fim de um período e o início de outro. Importante falar que os marcos estipulados não significam que mudanças profundas aconteceram de imediato, mas são um indicativo de que o mundo vivia um processo de transição.

Essa periodização da História é muito questionada pelos historiadores, além de ser eurocêntrica, por ter marcos relacionados com acontecimentos que se passaram na Europa. Apesar disso, ainda é muito utilizada, sobretudo como forma de facilitar o estudo e o ensino da História. Os períodos históricos são: Pré-História, Idade Antiga, Idade Média, Idade Moderna e Idade Contemporânea.

  • Pré-História

Período que acompanha a evolução histórica do ser humano, partindo de seu surgimento e analisando todo o processo de evolução com a descoberta do fogo, da roda, da agricultura, da sedentarização etc. Dentro da Pré-História, existem subdivisões que são o Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais. Considera-se o fim desse período o momento em que a humanidade inventou a escrita, por volta de 4.000 a.C.

  • Idade Antiga

Cronologicamente falando, esse período durou de 4.000 a.C. até 476 d.C. Como demonstra o próprio nome, estudam-se aqui as civilizações antigas, como os povos da Mesopotâmia, os fenícios, os persas, os hititas etc. O destaque da Idade Antiga, geralmente, são as civilizações clássicas, isto é, Grécia e Roma. O marco que consolida o fim da Idade Antiga foi a queda do último imperador do Império Romano Ocidental, em 476 d.C.

  • Idade Média

A Idade Média estendeu-se de 476 a 1453. O marco inicial do período é o citado fim do Império Romano ocidental em 476, e o marco que consolida o fim da Idade Média é a queda de Constantinopla para os otomanos em 1453. O enfoque desse período, geralmente, são os acontecimentos que se passaram na Europa ocidental, dos quais destacam-se o feudalismo, as Cruzadas, entre outros. Nos últimos anos, no Brasil, o estudo desse período tem incorporado conteúdos relacionados à História de povos asiáticos, africanos e também dos povos pré-colombianos.

  • Idade Moderna

Estendeu-se de 1453 a 1789. Esse é um período de transição entre a Idade Média e a Idade Contemporânea, e nele são analisadas as transformações no mundo que levaram ao desenvolvimento do capitalismo. Destacam-se nele também as transformações no pensamento humano que ocorreram por meio do Renascimento e do Iluminismo. Outro ponto importante desse período é a História de colonização da América. O marco que encerra a Idade Moderna é a Queda da Bastilha, que aconteceu em 1789 e deu início à Revolução Francesa.

  • Idade Contemporânea

A Idade Contemporânea iniciou-se em 1789 e segue em vigor atualmente. O estudo de todas as transformações e os acontecimentos, do século XVIII para cá, está inserido dentro desse período. Alguns assuntos importantes dele são as revoluções industriais, que aconteceram no século XIX, e as duas guerras mundiais do século XX, por exemplo.

Acesse também: Saiba o que são as fake news

História Geral

No Brasil, há o costume de se organizar os conteúdos de História em: História do Brasil e História Geral. Em História Geral, os assuntos abordados estão relacionados com acontecimentos que se passaram em locais fora do Brasil e que não têm relação direta com nosso país. Dentro de História Geral, estão incorporados assuntos de períodos como a Pré-História, a Idade Antiga, a Idade Média e a História da América. Nas idades Moderna e Contemporânea, também há assuntos da História Geral.

  • Exemplos de temas da História Geral

Mesopotâmia

→ Neocolonialismo

→ Revolução Russa

→ Nazismo

História do Brasil

Em História do Brasil, por sua vez, estão incorporados os assuntos relacionados com a História de nosso país, tendo como ponto de partida os povos indígenas que aqui habitavam antes da chegada dos portugueses. Outros consideram que o ponto de partida para o estudo de nossa História é o momento em que os portugueses chegaram aqui em 1500. A História do Brasil é dividida em diferentes períodos: colonial, monárquico e republicano.

  • Exemplos de temas da História do Brasil:

→ Independência do Brasil

→ Guerra do Paraguai

→ Segundo Governo Vargas

→ Constituição de 1988


______________
|1| BLOCH, Marc. Apologia da História ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Zahar, 2002, p. 55.


Por Daniel Neves Silva
Graduado em História

PUBLICIDADE

A Atuação de Oswaldo Aranha no Processo de Engajamento do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado d

A construção histórica do sentimento de infância

A Educação de Jovens e Adultos e o Movimento Brasileiro de Alfabetização

PUBLICIDADE

A HISTÓRIA DO NEGRO A PARTIR DA FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES NA CIDADE DE BREVES – PA (2009-2012)

As representações historiográficas sobre a África nos livros didáticos de Ensino Médio

Biografia política do sindicalista e jornalista Herculano dos Santos:uma experiência representativa da resistencia contra a ditadura civil-militar no Brasil (1964-84)

Ela é carioca? As representações femininas nas letras de música da Bossa Nova (1958 - 1960)

Força Expedicionária Brasileira - O Posto Avançado de Neuro-Psiquiatria da FEB.

História nas redes Públicas: Meios e Métodos de estudo e ensino para a formação do aluno como Cidadão- Crítico

Música como documento em sala de aula - Música popular brasileira no ensino de história do Brasil

O Discurso da Imprensa sobre o Complexo Penitenciário da Papuda em Brasília, de 1979 aos nossos temp

O papel e o poder da ideologia quando dominante: reflexões em torno das manifestações ocorridas em 2015 e 2016 contra o Partido dos Trabalhadores sob a luz da hegemonia burguesa

O preço da liberdade: As cartas de alforria da cidade de Sabará na última década de escravidão no Br

Os Protocolos dos Sábios de Sião: O mito da conspiração judaica sob a ótica nazista

PROPOSTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE HISTÓRIA UTILIZANDO OS FILMES DR. FANTÁSTICO E ROCKY IV

QUE ROCK É ESSE? Uma analise das principais bandas de rock and roll teresinense e sua influência na cidade de Teresina na década de 90

RITUAIS FUNERÁRIOS: O além-morte na percepção da sociedade egípcia antiga

ROMA CHRISTIANA, ROMA AETERNA: A ASCENSÃO DO CRISTIANISMO NO IMPÉRIO ROMANO E A CONVERSÃO DE CONSTANTINO I SEGUNDO A HISTORIOGRAFIA

“Crioulos pretos”: um ensaio sobre a práxis social urbana e o cotidiano dos desclassificados da orde

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola