Topo
pesquisar

Engenharia

A Engenharia é uma área de conhecimento plural, envolve os mais diversos cursos, técnicas e tecnologias e propõe-se a resolver questões pela aplicação de teorias científicas.
A engenharia aplica os conhecimentos da Matemática e de outras ciências na solução de problemas.
A engenharia aplica os conhecimentos da Matemática e de outras ciências na solução de problemas.

A Engenharia é a área do conhecimento responsável por aplicar os mais diversos conhecimentos científicos e matemáticos para a resolução de problemas técnicos, sociais, ambientais e econômicos, de maneira eficiente e segura.

Veja também: Qual engenharia é a minha cara?

Tipos

A Engenharia é uma área muito plural, de forma que existem dezenas subdivisões ou subáreas dentro dela. Cada curso de Engenharia é voltado para o estudo de diferentes problemas e conta com características próprias. Ao todo, existem mais de 30 cursos de graduação nessa área. Aqui listaremos os mais populares e falaremos um pouco de suas características, confira:

→ Engenharia civil

A engenharia civil destina-se ao projeto e execução de obras, como casas, edifícios, pontes, estradas, barragens, estruturas metálicas, viadutos etc. Cabe aos engenheiros a segurança de suas edificações, bem como uma execução eficiente, que leve em conta fatores como custo, tempo de execução, entre outros.

O curso de engenharia civil tem uma duração de, aproximadamente, cinco anos, e o mercado de trabalho para essa subárea é sensivelmente afetado pelas flutuações da economia do país. Portanto, é preciso estar atento a tais questões a fim de saber qual é o melhor momento para lançar-se nesse mercado. Para saber mais sobre essa profissão, leia este texto.

→ Engenharia mecânica

A engenharia mecânica destina-se ao projeto e execução do desenvolvimento de máquinas diversas, como veículos, sistemas de refrigeração e aquecimento, e diversas ferramentas. Os engenheiros mecânicos também supervisionam processos de produção e aplicam testes de qualidade e resistência aos diversos componentes mecânicos.

Uma vez que os engenheiros mecânicos podem atuar em diversas áreas, como nas indústrias metalúrgica, petroquímica ou automobilística, em refrigerações ou projetos, a oferta de emprego para essa subárea da Engenharia é grande. Para saber mais sobre esse assunto, clique aqui.

→ Engenharia de produção

A engenharia de produção visa à melhor eficiência, menor custo e menor tempo de execução nos processos produtivos, que visam produção em massa de algum tipo de bem ou produto. Os profissionais dessa subárea devem ser capazes de dimensionar corretamente as matérias-primas e a mão de obra balanceando-as de acordo com a demanda.

Os engenheiros de produção trabalham com a melhoria da eficiência dos meios de produção.
Os engenheiros de produção trabalham com a melhoria da eficiência dos meios de produção.

Os engenheiros de produção podem trabalhar nas mais diversas áreas, coordenando e planejando linhas de produção e processos produtivos de indústrias. Isso pode ocorrer na agroindústria e nas mais diversas manufaturas.

O mercado de trabalho para os engenheiros de produção também é bastante variado: esses especialistas podem trabalhar em gestão de pessoas, Economia, produção etc. Para saber mais sobre essa profissão, acesse este link.

Veja também: Agroindústria

→ Engenharia elétrica

A engenharia elétrica tem enfoque na geração, transmissão e distribuição da energia elétrica. Como toda engenharia, os profissionais dessa área devem saber dimensionar circuitos de eficiência superior, minimizando sempre os gastos. Os engenheiros eletricistas também levam em conta os fatores limitantes ao funcionamento das instalações elétricas e buscam alternativas viáveis, caso necessário.

Os engenheiros eletricistas devem dimensionar a utilização das fiações elétricas, de forma eficiente.
Os engenheiros eletricistas devem dimensionar a utilização das fiações elétricas, de forma eficiente.

O mercado de trabalho para os engenheiros eletricistas é muito amplo: telecomunicações, hidrelétricas, termelétricas, eletrônica, automação etc. No entanto, assim como a engenharia civil, a engenharia elétrica também sofre muito com as variações da economia. Para saber mais sobre esse meio de vida, clique aqui.

Veja também: Engenharia em telecomunicações

→ Engenharia da computação

A engenharia da computação é voltada para o estudo e design de hardwares (periféricos de computador, por exemplo) para as mais diversas plataformas, bem como de softwares. Os engenheiros da computação também podem atuar nas áreas de automação industrial e robótica, uma vez que seus conhecimentos abrangem o funcionamento das peças e também dos softwares das máquinas.

O mercado da engenharia da computação está, felizmente, em constante crescimento em razão da modernização das indústrias e dos processos. As principais indústrias que empregam os engenheiros da computação são: automobilística, informática, farmacêutica, telecomunicações etc. Para saber mais sobre essa profissão, acesse nosso texto.

Veja também: Engenharia mecatrônica

Salários

Os salários para a área de Engenharia são regulamentados por lei e também pelos órgãos responsáveis em cada cidade ou região. Confira uma média dos salários para cada uma das especialidades da Engenharia consideradas na seção anterior:

  • Engenharia civil: Média salarial (40h semanais) — R$ 7.485,31

  • Engenharia mecânica: Média salarial (40h semanais) — R$ 8.069,87

  • Engenharia de produção: Média salarial (40h semanais) — R$ 6.859,92

  • Engenharia elétrica: Média salarial (40h semanais) — R$ 8.313,70

  • Engenharia da computação: Média salarial (40h semanais) — R$ 8.612,35

Faculdade

Para ser engenheiro, é necessário graduação como bacharel na engenharia que escolher. Para tanto, é necessário que você conclua um curso de graduação, cuja duração varia entre 4 e 5 anos, em alguma faculdade devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC). Existem diversos cursos de Engenharia disponíveis na Rede Federal de Ensino, oferecidos pelos Institutos Federais (IFs) e pelas diversas Universidades Federais de Ensino Superior, bem como pela rede particular. É possível cursar diversas engenharias investindo de R$ 500 a R$ 3.000.


Por Me. Rafael Helerbrock

PUBLICIDADE

A IMPORTÂNCIA DA IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS DE ACIDENTES EM UMA ENGARRAFADORA DE GÁS LIQUEFEITO DO PETRÓLEO (GÁS LP)

A importância da multimodalidade de transporte como fator de competitividade – Estudo de Caso na Indústria Siderúrgica

PUBLICIDADE

INFRAESTRUTURA PARA CARREGAMENTO DOS VEÍCULOS ELÉTRICOS DA AMÉRICA DO NORTE, ÁSIA E EUROPA IMPLANTADO NA REALIDADE BRASILEIRA: UTOPIA OU REALIDADE?

LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS: UM ESTUDO DE CASO DO PROCESSO DE COMPRA EM UMA MULTINACIONAL DE EMBALAGENS

O LICENCIAMENTO AMBIENTAL NA AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS RELACIONADA AO PROCESSO DE AUDITORIA

Proteção Passiva contra Fogo dentro de uma Unidade de Destilação Atmosférica e à Vácuo

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola