Topo
pesquisar

Termos recorrentes na pesquisa científica

Regras da ABNT

Fazemos uso de alguns termos considerados recorrentes na pesquisa científica. Dessa forma, conhecer acerca das características que os norteiam se torna essencial.

Na qualidade de pesquisador, muitos são os requisitos os quais você compartilha. Entre eles, senão o principal, são as normas preconizadas pela Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). Dessa maneira, torna-se consciente da necessidade e da importância de segui-las, obedecendo rigorosamente a todos os padrões pré-estabelecidos, ainda que desconheça acerca de sua significação.

Partindo desse último princípio, haja vista que se torna essencial que você compreenda o quê e o porquê de fazer uso de determinados termos tidos como recorrentes, propomo-nos por meio de algumas elucidações deixá-lo (a) a par de alguns deles, atuando como uma espécie de complemento das informações prestadas no texto “Elementos constitutivos do texto científico”. Ei-las, portanto:

Amostra – Suponhamos que você deseja realizar sua pesquisa em um determinado local, como, por exemplo, uma escola. Seria inviável observar todas as salas de aula que dela faz parte. Dessa forma, escolherá alguma delas para que seja realizado tal procedimento, o que configura a amostra do “universo” pesquisado.

Análise – Eis aí um procedimento que constantemente precisa fazer parte de seus planos, haja vista que depois de colhidos os dados, a depender do tipo de pesquisa que se realiza, faz-se necessário fazer um estudo, um levantamento desses.

Bibliografia – Representa o conjunto de obras das quais fará uso no decorrer de seu trabalho. Lembrando que a escolha das referências precisa estar em consonância com o assunto sobre o qual se discorre.

Capítulo – Representa cada uma das partes em que se divide o trabalho, começando pela introdução, passando pelo texto propriamente dito e chegando às conclusões obtidas mediante a pesquisa.

Coleta de dados - Define-se pelo método do qual se utilizará para “colher” as informações acerca do assunto sobre o qual se propõe a discutir, podendo ser por meio de questionários, entrevistas, observações e outras modalidades.

Conclusão – Trata-se da ação final, sendo essa materializada com vistas a relatar acerca das experiências obtidas por meio do trabalho, levando em conta os resultados obtidos.

Cronograma – Diz respeito ao planejamento das ações que serão realizadas no decorrer da pesquisa, com vistas a especificar o tempo gasto para cada uma delas, geralmente expresso por meio de um gráfico ou de uma tabela.

Entrevista – Representa um dos instrumentos de coleta de dados, ora determinado de acordo com as intenções propostas.

Fichamento – Definem-se como aquelas relevantes anotações realizadas para posterior consulta, tais como referências bibliográficas, entre outras.

Gráfico – Caracteriza-se pela representação gráfica das escalas quantitativas, sendo essas conquistadas por meio das informações colhidas.

Hipótese – Literalmente definindo-a, representa as “prováveis” respostas para o problema ora formulado.

Introdução – Como bem retrata o próprio nome, representa o primeiro capítulo da redação do texto científico, no qual o autor explana de forma bem concisa acerca de tudo aquilo desenvolvido no decorrer do trabalho, de forma a nortear a leitura do interlocutor.

Justificativa – Desde quando nos propomos a pesquisar acerca de algo, significa que tal intenção possui um fundamento, revelando o porquê de assim procedermos, revelado pela justificativa.

Metodologia – Representa os meios, os instrumentos do quais se utilizará para desenvolver o trabalho ora proposto, permitindo que chegue ao “destino final”, ou seja, a concretização daquilo que foi previamente determinado.

Objetivos – Revelam-se como sendo as intenções a que se propõe o pesquisador ao desenvolver uma determinada pesquisa.

Revisão de literatura – Trata-se de um dos passos essenciais ao trabalho realizado, representando a obtenção de documentos disponíveis e relevantes ao assunto em discussão, subsidiando o pesquisador na exposição de seus argumentos.

Tópico – Define-se pela subdivisão dos assuntos explanados no decorrer do trabalho.


Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Monografias Brasil Escola